Dirt 5 anunciado; terá suporte a 120fps no Xbox Series X

Entre o bando de jogos anunciados durante o livestream Inside Xbox da Microsoft, a Codemasters revelou seu próximo sucessor de sua icônica série de rally na forma de Dirt 5. O próximo jogo de rally estará disponível em vários consoles, incluindo Xbox One, Xbox Series X, PC e muito mais.

No Xbox Series X, o Dirt 5 suporta vários modos diferentes, incluindo o modo 4K 60fps e o modo opcional 120fps na máquina de próxima geração. Para os fãs de multiplayer em tela dividida, a versão Xbox Series X do jogo se beneficiará de uma exibição em tela dividida para quatro jogadores.

Confira a entrevista e o trailer completos do Inside Xbox abaixo:

DIRT 5 escreve um novo capítulo no legado do DiRT – mais ousado e corajoso do que nunca. Viaje pelo mundo, domine as máquinas off-road mais incríveis com seus amigos e faça parte de uma vibração que oferece grande ação épica, expressão pura e estilo desenfreado.

Experimente o DIRT 5 pela primeira vez em nosso trailer de anúncio, todos capturados no jogo, exibindo ação roda a roda, ambientes impressionantes e uma nova visão sobre corridas amplificadas.

Dirt 5 terá atualização gratuita para o Xbox Series X pelo recurso Smart Delivery.

46 comments on “Dirt 5 anunciado; terá suporte a 120fps no Xbox Series X

  1. Enquanto isso….. Nos jogos q importam…
    PEIDABOX X
    https://www.gamevicio.com/noticias/2020/05/assasin-s-creed-valhalla-nao-roda-a-60fps-no-series-x/
    Kkkk, já começou bem. 12 TF pra 30fps, da-lhe 7 mil reais pra peidar.
    https://www.gamevicio.com/noticias/2020/05/inside-xbox-fas-estao-descontentes-com-o-evento/
    Tb peidorreiro 30fps, kkkk, com razão

  2. Comentei no outro post e vou repetir aqui, os efeitos de iluminação, reflexos e sombras podem ser consequência do ray-tracing. Ficaram muito bem feitos! Em relação ao Dirt 4 foi um salto de qualidade visual abusrdo!

    1. Ray tracing vai ser o novo physx, vão lhe vender algo que fica um absurdo de caro para projetar com mais precisão reflexos reais ao invés de simulados, que a menos que seja um fps que você realmente use isso para ver onde inimigos estão na game play, não vai servir para nada além de deixar o hardware absurdamente mais caro para praticamente não ter mudança gráfica que faça valer o investimento.

      1. São duas coisas totalmente diferentes. O ray tracing até vai ajudar na produção dos jogos porque serão necessário bem menos códigos do que vem sendo usados hoje. Não existe iluminação real em jogos atuais, o que existe é uma série de camadas sobrepostas (ou não dependendo do jogo) que dão a ilusão de se ter uma iluminação e outra que dá a ilusão de se ter sombras e dependendo da necessidade no jogo um bloco de camadas está ligado com outro pra dar a impressão de interação.

        É comum ver jogos onde você tem a luz de uma lanterna iluminando uma sala e um ponto de luz na mesma sala apenas cosmético, porque se fossem iluminar todos os pontos de luz, seriam tantas camadas que seria impossível processar tudo. O ray tracing veio pra facilitar todo esse processo e pra mim é parte do futuro dos jogos

        1. eu sei, mas o physx ia revolucionar os games na época também, e morreu. Eu acho que pelo preço a tecnologia vai acabar morrendo, uma vga que suporta isso hoje é mais de 5000 reais, é para entusiastas, e não acredito que os consoles segurem o faturamento.

          1. Consoles eram AMD, logo… sem PhysX.

            Já raytracing todo mundo vai ter, em maior ou menor medida (PS5 o mais socialmente vulnerável, obviamente). E quem tiver, vai fazer o Switch parecer algo da Idade da Pedra.

          2. Consoles eram AMD, logo… sem PhysX.

            Já raytracing todo mundo vai ter, em maior ou menor medida (PS5 o mais socialmente vulnerável, obviamente). E quem tiver, vai fazer o Switch parecer algo da Idade da Pedra.

  3. No geral gostei desse Inside, foi normal e honesto. Pelo menos tiveram uma comunicação transparente sobre o que poderia aparecer no evento, ou seja, se enganou quem quis.

    Acho que o grande desafio para os desenvolvedores não é o jogo ser de nova geração, mas parecer ser de nova geração. Pelo menos nesse início.

  4. Eu tenho muita admiração por quem trabalha na produçao de jogos, mas acho intragavel ver intrevista deles no meio da demonstraçao do gameplay.

  5. Tomara que esse Dirt 5 seja tão divertido como o Dirt 2, pq os sucessores foram bons mas por colocarem as mecânicas de simulação deixavam o jogo um tanto difícil que estragava a experiência de quem conheceu a franquia de um jeito.

    1. Simulação se for bem feito fica bom. Forza Horizon por exemplo roda num motor de simulação, mas com algumas modificações (algumas delas não do meu gosto). A principal é que os compostos de pneu são muito molengas, o que explica ter que jogar o cáster lá em cima pro carro parar quieto em linha reta. Porém, isso torna as derrapagens bem mais fáceis de controlar, o que no rali é muito bom.

    1. Isso foi um erro da Ubisoft no momento de divulgação, tbm esperava ver a gameplay mas pelo menos mostraram alguma coisa nova do jogo

  6. Jovem espartano na live sobre inside xbox:

    “A microsoft está pecando no anuncio de jogos, é momento de ela meter o pé pois ela não está numa posição favorável”.

    -Hã? Mas a MS já avisou, mais de mil vezes que o evento de hoje seria apenas voltado a Multiplatafoma… E que os jogos seriam mostrados em Julho. Fora isso Playstation mostrou o que? Cadê o state of Play?

    Em que mundo esse mané vive? É um poneizinho fracassado mesmo.

    A Microsoft é igual aqueles namorados dedicados que sempre tentam mostrar algo para a namorada e ela só reclama, ou seja, nunca tá bom… NADA TÁ BOM.

    1. Lembrando que no inicio do Inside, foi avisado mais uma vez que os evento de Fisrt Party era em julho.
      Jovem Espartano, Gamer Sem Regras e Drake Sincero só são animais.

    2. Eu tenho várias críticas ao Xbox mas, sinceramente, alguém esperava vir um jogo japonês exclusivo pro Xbox Series X? Só isso já valeu o ingresso.

      Aí temos canais por aí hypando Persona, com gráficos piores, e desdenhando do jogo da Namco.

      O próprio The Ascent, apesar de “parecer” indie pelo gameplay, não tem muito perfil de indie. A iluminação dele lembra Blade Runner, é muito bem feita.

      1. Unicas criticas que faço ao Xbox é:

        -Falta de exclusivos single player focado em narrativa. Mesmo que eu não goste, a MS tem que investir mais neste mercado.

        -Liberar a droga de alguns jogos que só tem na live americana e não da BR… Isso é um porre.

  7. No geral gostei desse Inside, foi normal e honesto. Pelo menos tiveram uma comunicação transparente sobre o que poderia aparecer no evento, ou seja, se enganou quem quis.

    Acho que o grande desafio para os desenvolvedores não é o jogo ser de nova geração, mas parecer ser de nova geração. Pelo menos nesse início.

    1. O melhor que essa geração tem pra oferecer não vai da pra ver pelo youtube, vai te que usar o console pra perceber.. 60/120fps, tempo de loading minimos.. vão ser os maiores avanços e isso não da pra perceber direito só por um video. RT tbm vai ser algo grande mas a mudança é mais do lado do desenvolvedor que do jogador, pq hj os devs ja tem varias “gambiarras” pra enganar bem nas luzes e reflexos, o que o RT faz é simplifica o trabalho do desenvolvedor

      1. O YouTube faz até jogo de 360 parecer da geração atual. Tem canal por aí dizendo que a diferença é pouca, e pelo YouTube quase não se vê diferença, mas aí você joga em casa, na sua TV, e é quando aparece aquele monte de serrilhados, principalmente nos consoles base, pois antialiasing consome uma memória danada e performance idem.

      2. O YouTube faz até jogo de 360 parecer da geração atual. Tem canal por aí dizendo que a diferença é pouca, e pelo YouTube quase não se vê diferença, mas aí você joga em casa, na sua TV, e é quando aparece aquele monte de serrilhados, principalmente nos consoles base, pois antialiasing consome uma memória danada e performance idem.

      1. 20/20 é o nome dado ao marketing que será feito pela MS para os anúncio de jogos e do console nos próximo meses, culminando no evento dos estúdis firt-party da Ms em Julho, e o lançamento do console no final do Ano.

        1. me refiro ao significado, pelo que ouvi falar é um termo usado para transparência, também serve como termo para uma nova fase, coisas desse tipo.

          1. Sim. Isto mesmo. Gostei bastante do planejamento deles. Só quero ver o que estão preparando para os próximos Insides em Third-Party e seu evento em julho para o Xbox Game Studios.

  8. o dirt showdown foi um jogo mto bom, acho q se voltassem nesse estilo seria fantastico, a fisica no demolition derby n era a melhor coisa mas era um jogo bacana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *