Carregando...

Dolby atira contra a Sony e o Playstation 5

Dolby Atmos, a tecnologia de áudio espacial desenvolvida e aperfeiçoada pelo Dolby Laboratories, é bastante comum atualmente. Não importa para onde você olha, o Dolby Atmos está representado no PC, nos smartphones de última geração e, é claro, no console Xbox One da Microsoft. Quase todos os novos filmes e jogos contam com o Dolby Atmos.

No entanto, a Sony nunca implementou o Dolby Atmos no PlayStation 4 e também não usará o formato de som no PlayStation 5. E isso acarretará em sérias implicações para os amantes de uma boa qualidade áudio.

Em vez disso, a Sony conta com sua própria tecnologia de áudio 3D chamada “Tempest”. Com um novo chip de áudio dedicado, que o Xbox Series X também possui, você não apenas deseja aliviar a CPU, mas também um design de som completamente novo para todas as preocupações. A Microsoft já anunciou o mesmo para o Xbox Series X.

Na apresentação do PlayStation 5, Mark Cerny justificou a decisão contra Dolby, dizendo que Dolby Atmos não teve o desempenho que Tempest oferece e estava limitado a um máximo de 32 objetos.

Esta declaração está incorreta e Dolby foi forçada a abordar as falsas alegações de Mark Cerny em uma grande publicação no blog. Consequentemente, o Dolby Atmos, como o Tempest da Sony, também tem a capacidade de exibir centenas de objetos sonoros.

A postagem do blog diz: “É verdade que o Dolby Atmos está limitado a 32 objetos? Não, isso não está correto. Como tecnologia, o Dolby Atmos pode suportar centenas de objetos ao mesmo tempo. ”

A Sony usa um formato de áudio completamente exclusivo para o som, comparável ao Windows Sonic. Você “ouvirá” como ele se comporta em comparação com o Dolby Atmos e quanto é usado pelos desenvolvedores. Para a Dolby, a Sony faltou com a verdade na apresentação das especificações do PS5 ou ao menos se confundiu.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.