Carregando...

Esclarecido os culpados pelo cancelamento de Scalebound, segundo a PlatinumGames

Há alguns anos, a Microsoft cancelou o Scalebound e os fãs não ficaram satisfeitos. O título deveria ser um exclusivo do Xbox One do aclamado desenvolvedor PlatinumGames responsáveis por Bayonetta. Apresentava um personagem parecido com Devil May Cry e batalhas espetaculares entre vários diferentes tipos de dragões. No entanto, o título não correspondeu à qualidade esperada pela Microsoft e, como resultado, foi arquivado. Enquanto muitos jogadores culpam a Microsoft pela decisão, em uma recente entrevista entre ao VGC, o chefe do estúdio PlatinumGames, Atsushi Inaba, deu mais informações.

Inaba não quer que a Microsoft assuma a culpa pelo cancelamento, porque erros foram cometidos dos dois lados. Inaba emitiu a seguinte declaração:

Não foi fácil … Ambos os lados falharam … Não fizeram todas as coisas que precisávamos fazer como desenvolvedor. Observar os fãs ficando irritados com a Microsoft pelo cancelamento não foi fácil para nós assistirmos. Porque a realidade é que quando qualquer jogo em desenvolvimento não pode ser lançado é porque ambos os lados falharam. Acho que há áreas em que poderíamos ter feito melhor e tenho certeza de que há áreas que a Microsoft, como parceira de publicação, gostaria que pudessem fazer melhor. Porque ninguém quer que um jogo seja cancelado. No mínimo, é único para nós como título, na medida em que sentimos que não fizemos todas as coisas que precisávamos fazer como desenvolvedor. Houve muitas lições dolorosas, mas isso nos ajudou a crescer como um estúdio. Nós obviamente não podemos entrar em detalhes sobre isso, porque existem regras de engajamento como desenvolvedor. Queremos ter certeza de que a editora que nos deu a chance de fazer um jogo, em primeiro lugar, seja bem tratada. A verdade é que nós não gostamos de ver a Microsoft levar o peso da ira dos fãs porque o desenvolvimento do jogo é difícil e ambos os lados aprenderam lições, com certeza … Eu não diria que nossa experiência com o Scalebound nos influenciou a ir para nós mesmo publicarmos nossos jogos. Francamente, a realidade é que tivemos muitos títulos cancelados no passado: isso é parte integrante do que vem com a criação de videogames.

O desenvolvimento é um processo complexo e a culpa recai sobre os dois lados. É ótimo que Inaba tenha conseguido esclarecer o assunto para que os fãs tenham uma visão completa.

Você espera ver o Scalebound no futuro?

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.