Ghostwire Tokyo: tudo o que você precisa saber sobre o próximo jogo japonês da Xbox Game Studios

GhostWire: Tokyo é o primeiro novo projeto da Tango Gameworks desde The Evil Within 2. Nem seu trailer de anúncio da E3 2019 nem seu trailer mais recente da E3 2020 realmente nos disseram muito além de que seria sobrenatural por natureza e muito estranho. Felizmente, Bethesda seguiu o trailer mais recente com algumas informações baseadas em texto sobre seu combate mágico de caratê e espíritos assustadores.

A Tango Gameworks é o primeiro estúdio japonês da Xbox Game Studios, então vamos ter um carinho especial por ela. Como vimos no trailer de anúncio, pessoas desapareceram por toda Tóquio – aparentemente 99% da população. Com os humanos desaparecidos, todos os tipos de espíritos assustadores vagam pela cidade com intenções desconhecidas. Cabe a você (por lógico que tem que ser você) descobrir o que aconteceu com todos enquanto purgava a cidade de seus novos intrusos demoníacos. Aqui está tudo o que sabemos sobre GhostWire: Tokyo até agora.

Ghostwire: Tokyo: data de lançamento

GhostWire: Tokyo será lançado em 2021 de acordo com o novo gameplay revelado durante o evento showcase do PlayStation 5 em junho. Aqui temos algo altamente curioso, o jogo é exclusivo temporário do Playstation 5 por um ano, apesar de ser um jogo da Microsoft. O fato ocorreu porque este acordo estava selado antes da Microsoft comprar a Bethesda. Obviamente, isso nunca mais vai se repetir já que os próximos títulos devem ser exclusivos do Xbox.

A nova revelação do gameplay para GhostWire: Tokyo definitivamente exibe alguns dos elementos do jogo de ação que a Tango diz que vai buscar, mesmo que o cenário ainda seja apenas flashes de monstros e luzes brilhantes em Tóquio. Você pode identificar todos os tipos de fantasmas no novo trailer, de colegiais sem cabeça a coisas que se parecem muito com homens esguios e crianças demônios assustadoras com capas de chuva.

Trailer de lançamento:

Como será a jogabilidade de GhostWire: Tokyo?

Durante sua revelação em 2019, Ikumi Nakamura explicou que GhostWire não é como os jogos de terror de sobrevivência pelos quais Tango Gameworks é conhecida.

“Embora exista um elemento estranho no mundo, esta é a primeira incursão do estúdio na esfera de ação e aventura”, disse Bethesda em 2020.

O novo trailer de revelação da jogabilidade mostra que estaremos jogando na primeira pessoa e nosso protagonista parece estar usando muitas habilidades mágicas por meio de gestos com as mãos. Pense em lançar feitiços em Skyrim, mas um pouco mais complexo.

Ajudando-os a criar um jogo mais voltado para a ação está Shinichiro Hara, que trabalhou no sistema de combate push-forward e Glory Kill em DOOM (2016), e agora é o Diretor de Combate em GhostWire: Tokyo,” disse Bethesda. “Hara e a equipe de combate da Tango criaram um sistema intrincado baseado em combinação que utiliza movimentos inspirados nos gestos tradicionais do Kuji-kiri.”

Você pode iniciar movimentos de derrubada em monstros de longe no GhostWire. Quando os inimigos estão vulneráveis, seu “núcleo” fica exposto, que você pode retirar com seus fios espirituais para matá-los. Certos inimigos são naturalmente vulneráveis ​​a certos tipos de ataques.

Um novo tweet mostra o protagonista limpando um dos santuários de Tóquio para banir os visitantes espirituais. Parece que esta é a habilidade mágica que vimos exibida durante o trailer de revelação original em 2019.

Então, como funciona esse gesto mágico de combate?

“Queremos que o jogador se sinta um exorcista ninja durão, lançador de feitiços e de alta tecnologia, derrotando incontáveis ​​espíritos malignos”, disse Hara no recente colapso da Bethesda.

“Para conseguir isso, escolhemos gestos de mão intrincados e deliberados como as armas principais, em vez de armas simples. Ao contrário das armas, nossos gestos nos permitem colocar muito mais movimento e personalidade na ação do jogador, já que as mãos do jogador são extensões orgânicas do personagem.

“Este sistema é exclusivo para GhostWire. É caratê encontra magia. Frequentemente, os conjuradores de magia têm essa imagem de não serem fisicamente fortes. Esse não é o caso com GhostWire. Em GhostWire, você está lançando magia com movimentos de artes marciais.”

No novo trailer, você pode localizar o protagonista empunhando fogo, água e ataques mágicos elétricos junto com um arco padrão.

A propósito … você pode acariciar o cachorro

Estou muito feliz que Tango compartilhou este detalhe crucial antes de explicar coisas idiotas como história e personagens. Mas sério, a maioria das pessoas irão sumir de Tóquio, e os cachorros serão um dos poucos amigos que terá.

Os fãs do Xbox podem esperar este jogo em 2022, e possivelmente diretamente no Xbox Game Pass. Particularmente, todos os jogos desta equipe foram considerados muito bons, então mesmo que você não seja tão fã da cultura japonesa pode ser interessante se aventurar pelas ruas de Tóquio, matando lendas do Japão e resolver o mistério das pessoas desaparecendo.

50 comments on “Ghostwire Tokyo: tudo o que você precisa saber sobre o próximo jogo japonês da Xbox Game Studios

  1. O título ficaria massa com as seguintes adições:

    Ghostwire Tokyo: tudo o que você precisa saber sobre o próximo jogo japonês da Xbox Game Studios EXCLUSIVO DO PS5, em caixa alta e negrito mesmo pra dar aquele impacto no coração kkk

    1. eu particularmente “dont give a shit”

      Printado pra quando estiver próximo do Xbox ver se mantem a mesma opinião

      Caixista é especialista em mudar de opinião por conveniência

      1. Essa técnica que sonista usa que é uma técnica de politica comunista(”Hitlerista”), chamar o seu inimigo do que você faz, tentar colocar no seu inimigo o seu estigma , para desvirtuar.

        É CAIXISTA QUE MUDA DE OPINIÃO QUANDO CONVEM ???

        vou te refrescar a memoria com algumas coisas que lembro de cabeça.

        ganhou E3 – E3 agora é irrelevante
        pixel te faz um jogador melhor – pixel não importa
        poder é importante – poder não importa
        Indie é legal – Xbox e seus indies
        Xbox Fat mo trabolho – PS5 design futurista
        Jogo Cartoon – Agora Jogo Cartoon é bom
        Ubisoft só mostra trailer – Logo de God of War nossa que incrível.
        fora muita coisa que eu não me lembro…

  2. Esse jogo vai ser muito foda, vejo muita gente baitando o jogo, galera é do Studio Xbox, é jogo do lendário mikami, é jogo de cultura japonesa, esse jogo vai ser muito foda, espero q estejam trabalhando num tew3 em simultâneo

    1. Tá por fora do significado de “terror” hein, rapaz… Pode até ser “shooter”, pode não ser um “survival”, pode abrir mão de algum “horror”, mas jogos, filmes e estórias em geral podem muito bem se encaixar no gênero e ter outros elementos (você conheceu e lembra dos jogos da série “Alien” antes de 2000? Não era porque você tinha armas que podia bancar o Rambo e só ir)…
      Existem muitos tipos de terror e, “sustinho” igual muita mídia opta por usar, não é e nem deve ser o único fator pra se definir isso (Stephen King tá ai forrando estantes de livrarias com trabalhos premiados há anos pra provar isso).

      PS: não estou dizendo que isso faça desse Ghostwire um mustplay no gênero e etc. Teria que jogar primeiro, só que essa definição que pessoas costumam ter de “terror” é falha.

      PS²: Silent Hill é “Psychological Survival Horror” (e talvez por isso também a Konami tenha desistido de um novo jogo e chutado a bunda suja do Kojima que aproveitou as idéias malucas dele pra fazer Death Stranding).

      1. Re-leia o que eu escrevi. Eu falei magia tira o terror (essa expressão tira o terror significa tirar o efeito de causar terror) e também não falei de susto e não falei que o genero do jogo não é terror por causa da magia. Stepehn King premio, oscar, trofeus de jornalistas (que também tem seus gostos e são pagos para trabalhar nessas votações), premio não significa nada, so ver filmes, series, jogos, musicas premiadas que não são populares ou são ruins (a maioria não gosta) e ganham, nobel outra….. Esses premios na minha opinião não passa de propaganda e rola muita grana.

  3. O título ficaria massa com as seguintes adições:

    Ghostwire Tokyo: tudo o que você precisa saber sobre o próximo jogo japonês da Xbox Game Studios EXCLUSIVO DO PS5, em caixa alta e negrito mesmo pra dar aquele impacto no coração kkk

    1. Cara, compra e joga bastante, q vc e tds os sonynhos se apaixonem por ele. Vai ser um jogaço foda exclusivo TEMPORARIO PS5, já uma possível continuação…. Vai ser grande o choro kkkkkkk

    2. Compra ele ai, banque a indústria como um bom sonysta deve ser. Um Ano depois eu jogo ele de graça rsrs.

      Aliás, como bem sabemos que você só tem essa pose de sonysta na internet e no fundo joga Xbox, acredito que você não vai comprar esse jogo no PS e sim esperar no gamepass.

        1. Mendigo não contribui e vive de esmola!
          Se tá cobrindo uma assinatura que seja já tá ajudando mais a industria a investir em melhorias do que nego que vende vaga na conta fake compartilhada do ML. Isso não deixa de ser pirataria (“compartilhar” conta); publishers e devs não vêem um centavo desse dinheiro.

      1. Cara… Desculpa, mas seu comentário foi zoado…

        Uma que agiu feito os poneys que quis criticar, outra que todo mundo sabe que o “povo dos PlayStations” não compra jogo. Eles assistem no youtube e dividem conta na PSN (tem os que contribuem sim, assim como tem usuário em outras plataformas que também abusa, mas muito dessa geração mimimi mais mama do que faz algo pelo que diz gostar).

    3. Quem Honrra seus acordos e compromisso é desse jeito. Diferente de uma empresa Japonesa que não tem nenhum respeito pelo seu próprio cliente… Quem dirá honrrar um compromisso desse tipo. A Diferença entre um Homem e um menino.

      1. Tu ta ligado que a Microsoft se importa mesmo é com Receitas né, venham elas de onde virem. Ela caga pro fanboy igual a vc, quer saber mesmo é de vender e muito no PS5 kkk

        Chora não com esse choque de realidade

          1. Eu sempre imaginei que os Sonystas compravam jogos pra se divertir, e este jogo em específico é mais emblemático ainda pois além de se divertir os Sonystas jogarão rindo da cara dos caixistas que vão ter de esperar 1 ano pra poder jogar kkk

        1. PS Now (2014) não tem no Brasil isso significa que a sony se importa muito com os donos de PS4 e PS3 aqui com certeza tem milhões de usuarios 6 anos passado e nada de PS Now. Mas gamepass (2017) tem no BR com jogos exclusivos ate os AAA day one a R$ 45,00 por mês (1 real e 50 cents por dia) tem desde sempre. Na sony Exclusivo AAA demora 2 anos para entrar na PS Now e se entrar

        2. Ela liga pra receita sim, por isso ousa em negócios que nem sempre dão certo e aprende com isso pra não desrespeitar parceiros e usuários com cagadas atrás de cagadas; pra fanboy realmente ninguém deveria dar bola.
          Criança mimada tem mais que ser posta no lugar pra aprender a ser gente e respeitar as escolhas e opiniões dos outros… Infelizmente algumas teimam tanto em rebater e defletir ao invés de pensar no assunto que são caso perdido, mas a gente fala mesmo assim na esperança de abrir o olho dos fulanos.

  4. Esse jogo me decepcionou, quando vi o primeiro trailer esperava um grande jogo de terror e mistério e quando vi o segundo vi que era quase um shadow warrior feito pra vr, pq a aparência das animações do personagem mais parecem projetadas pra vr, pode ser um bom jogo mas não era o que se esperava a partir do primeiro video ao menos admitem que é um jogo de ação.

      1. Eu achei muito bom ambos, mas é baseado em puro combate, pra quem gosta de jogo de ação pura, e esse ai parece ser muito similar em gameplay, mas não é o que se esperava desse estudio.

    1. Shinji Mikami trabalhando nesse jogo é um desperdício cara kk só espero que depois desse projeto deixem o homem trabalhar no The Evil Within 3.

  5. Mãesofret não tem exclusivo em qual das plataformas abaixo:

    ( )1. Playstation 5
    ( )2. PC
    ( )3. Xflop Series

    Kkkkk…. COM raytracing.

  6. Ainda nao joguei e posso mudar de ideia mas aparentemente este será o pior jogo do Shinji… Agora trabalhando pro Xbox é a chance dele fazer o que ele quiser sem se preocupar tanto com vendas.

  7. Ainda nao joguei e posso mudar de ideia mas aparentemente este será o pior jogo do Shinji… Agora trabalhando pro Xbox é a chance dele fazer o que ele quiser sem se preocupar tanto com vendas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *