Lumia 650 expande sensivelmente sua participação na América Latina

lumia-650-homem

Em 15 de fevereiro, a Microsoft apresentou oficialmente o Lumia 650, um aparelho de baixo-médio custo que carrega o rótulo de ser voltado ao mercado empresarial. Desde então, pouco a pouco, temos sido capazes de ver como este novo celular da empresa de Redmond tem chegado a mais países.

No dia 10 de março, o Lumia 650 foi lançado no México, ao preço de U$ 246 dólares (R$ 877,00). Agora, a Colômbia foi eleita como mais um outro país a receber o bendito smartphone cobiçado pelos usuários focados em um design premium.

O 650 chegou ao mercado colombiano custando U$ 243 dólares (R$ 867,00). A loja da web da Microsoft não vende smartphones, o aparelho pode ser encontrado apenas em algumas poucas lojas do varejo, como K-tronix.

Este Lumia se destaca por seu acabamento metálico e qualidade da sua tela OLED  com resolução HD de 5 polegadas. Em suas especificações restantes encontramos um Qualcomm Snapdragon 212 quad core 1.3GHz, 1GB de RAM, 16 GB de memória interna com capacidade de expansão com cartões microSD de até 200GB.

Ele tem uma câmera principal de 8 megapixels e uma frontal de 5 megapixels. Bateria de 2.000 mAh, pesa 122 gramas e só está disponível em preto e branco, ambos com acabamento fosco.

Também é relatado que o aparelho será lançado no dia 23 de maio na Austrália. Por enquanto, ainda não temos previsão de quando chegará ao Brasil.

Fonte: MIS.es

37 comments on “Lumia 650 expande sensivelmente sua participação na América Latina

  1. Lancem pelo menos o 550 no Brasil , o Pais não tem condições mesmo de aceitação de um TOP de Linha com essa crise , que lancem um de entrada

    1. Um coisa não tem nada a ver com a outra. Até o momento nenhum país da América Latina, tinha recebido os novos Lumias, com exceção do México. Provavelmente os tramites legais foram mais rápidos na Colômbia e assim a MS começou a comercialização por lá. Nos demais países o processo deve estar em andamento e assim que possível serão comercializados também.

      1. Na verdade, respondi ao Dudu, sendo que era pra você…kkkkkk

        Segue abaixo:

        Não man. O que eu quero dizer é que o Brasil tem menos importância de MERCADO do que uma Colômbia, que é este o caso.

        Teoricamente, somos o maior país da América do Sul, sendo assim, teoricamente, seriamos a melhor opção de mercado. Tamanho de população e etc. Mesmo com a crise.

        Entendeu?

    2. Colômbia nunca teve fábrica da Nokia/Microsoft, sempre importou do México.
      O Brasil tinha fábrica aqui e também exportava para outros países da América Latina.
      O problema é que fica inviável importar (devido as altas taxas e burocracia) e não há local para fabricar ainda. Mas, segundo os perfis oficiais da Microsoft Brasil e Lumia Brasil do Twitter, eles serão lançados sim no Brasil.

      1. Não man. O que eu quero dizer é que o Brasil tem menos importância de MERCADO do que uma Colômbia, que é este o caso.

        Teoricamente, somos o maior país da América do Sul, sendo assim, teoricamente, seriamos a melhor opção de mercado. Tamanho de população e etc. Mesmo com a crise.

        Entendeu?

        1. O Brasil é o país mais rico economicamente da América do Sul com crise ou sem , você está correto . Se a Microsoft fosse competente , faria um pré cadastro no site , para saber , ter uma ideia , de quantas pessoas iriam querer os Lumias 650 e 950 .

          E nem isso essa empresa faz . Sendo que todas as empresas , trazem seus produtos para cá , ai eles falam em crise . Que crise ? Conheço muitas pessoas ricas ou não , que continuam consumindo , as empresas continuam vendendo e bem , mesmo muitas lojas estando fechadas , economia em declínio , as grandes empresas , bem estruturadas não quebram , basta ter um bom planejamento e não deixar de lado o seu cliente .

    3. Não é questão da MS dar importância ao Brasil, e sim do Brasil dar condições ao mercado. O país ta falido, o l650 não é nem tão barato pra ser popular, nem modinha pra ser comprado a qualquer custo. Se lançar aqui, simplesmente não venderá. Chato? Sim….errado? Não tenho certeza,pelo menos eu não me esforçaria para vender algo a quem não fosse comprar.

  2. Só colocaram à venda, participação é outra coisa.
    Claro que o titulo dá a entender que a MS está vendendo mais smartphones.
    Ta feio isso hein…

    1. Inicialmente só estava disponível no México, sua participação foi expandida e chegou à Colômbia, de forma sensível, ou seja, pequena.

      Aconteceu uma expansão na distribuição do Lumia 650 na América Latina, a participação dele aumentou nesta região do planeta, de forma pequena ou sensivelmente.

  3. Bem, este aparelho é a minha esperança de ter um Windows Mobile ‘novo’. mesmo que chegue aqui por uns R$ 999,00, eu acho que vale a pena.

  4. Antes eu tentava enxergar um real motivo para a MS não investir na venda dos novos Lumias no Brasil, mas agora vendo eles chegando (L650) em economias tão pífias quanto a do nosso Brasil sil, já nao sei o que enxergar..

  5. Quero não…Já que os tops de todas as marcas estão chegando por quase R$ 4 mil (e se a MS lançasse aqui o 950 e XL seria a mesma coisa), o negócio é continuar com meu lumia 925 por muuuuito tempo ainda. Quem sabe um top que já foi substituído, um bom custo X benefício…

  6. O mais chato de tudo , é ficarmos ” implorando ” pela vinda desses modelos . Sendo que a empresa não está nem ai pra gente . Depois a Microsoft reclama de ter um mercado fraco , pois a mesma não investe nem na sua marca . A compra da Nokia , eu pensava que iria ser muito bem tratada , mas pelo visto , o lema da Microsoft é :

    ” Se vender , vendeu ” .

    Dona de patentes Android , para que investir no Windows Mobile ?

    E agora , a ” onda do momento ” é o Surface Phone , ou seja , uma linha de luxo , grife pura , se um mero Lumia eles enrolam , imagine a linha Surface ?

    Realmente , depois de mais 21 anos como cliente Microsoft , nunca vi tanta incompetência , enrolação , mentira , despreparo , duro é gostar do sistema e ser tratado assim . Não é a toa , que muita gente deu um chute no traseiro da Microsoft , e com razão . E se demorar muito , irei voltar a usar Android , mesmo não gostando do sistema . Duro é esperar uma empresa que está pouco se lixando para os seus clientes .

  7. Brasil não está valendo, nem R$ 1,99.
    País em crise, desemprego, recessão, crise política, falta de confiança, resumindo:
    Só em 2018 para começar a recuperação.

  8. Se a Microsoft não botar seus lumias no mercado…não vai vender mesmo e não adianta ficar culpando a crise do Brasil para encobrir sua incompetência…os preços dos lumias, sempre estiveram equivalentes aos androides da mesma categoria. Foi um retrocesso enorme a venda da fabrica no Brasil, to aqui com meu L630 com Windows 10 travando mais que um Android ,mas não volto pro 8.1 por causa dos aplicativos, que assim ja são distribuídos as migalhas…É mesmo uma falta de respeito com o consumidor Brasileiro…Preciso de um telefone e não quero comprar um Android…nãooooooooo!!!!

  9. O aparelho e bonito! Gostaria de ter um, mas o preço e as configurações são bem fracas, parece coisa de 4 anos atrás. Pq isso?!

  10. Putz… Nunca li tanta besteira na minha vida! Por isso que a Microsoft não dá importância para o nosso pais. Brasileiro coloca a culpa nisso… naquilo… Esquecem que aqui mesmo com ou sem “crise” tem gente que paga R$ 5.000,00 num iPhone e anda de busão, ou pior tem aqueles que pagam R$ 4.000,00 num Galaxy e acham que estão abafando. Brasileiro tem que ser desprezado mesmo está certa a Microsoft! Se na Colômbia tem mais mercado para ela. Ela tem que dar prioridade para eles mesmo. Agora esses bando de FDP fica ai falando merda como se brasileiro fosse superior aos colombianos. Parem de reclamar e comprem Lumias deem de presentes Lumias. Eu mesmo tenho e não quero saber de iPhone ou muito menos Android na minha vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *