Carregando...

Mesmo com a nova batalha de gigantes, Sony não comprará a Take-Two

O preço das ações da Take-Two Interactive subiu misteriosamente 5% na quarta-feira devido a rumores de que a Sony estava em negociações avançadas para comprar a empresa por US $ 130 por ação. Isso significaria um preço de compra de US $ 13,7 bilhões para a desenvolvedora altamente cobiçada e dona de grandes títulos como Grand Theft Auto V e Red Dead Redemption 2.

Mas um porta-voz da Sony disse nesta manhã que “não sabemos de onde veio o boato, mas não existe tal plano”. E um porta-voz da Take-Two disse que a empresa não comenta rumores ou especulações. O comentário da Sony é uma negação rara de algo que é totalmente falso, e esse rumor acaba aqui. Hoje (14), o preço das ações da Take-Two caiu 3%, para 93,16 dólares por ação.

Michael Pachter, analista da Wedbush, disse em um email para a GamesBeat que a fonte do rumor era de segunda mão. “Isso é uma pura especulação de mercado não confirmada. Não sou a fonte dessa história em nenhum cenário. E não tenho certeza quem me citou como fonte, já que não falei com ninguém pelo telefone (a menos que alguém visse a nota comercial que escrevi).”

Isso fez soar como um boato meio cozido, mas parece que foi o suficiente para fazer com que os comerciantes de Wall Street comprassem ou vendessem ontem.

Este falso rumor nos leva de volta aos dias de boatos de que a Apple “deveria” comprar a Nintendo ou o rumor exato de que a Microsoft queria comprar a Electronic Arts em 1999, antes de a Microsoft lançar o Xbox original.

Nesse tipo de acordo, aquele que comprou teria que parar todos os lançamentos de jogos em outras plataformas e lançar títulos somente no Xbox. Ela teria roubado a maior parte da receita da EA e relegado seus jogos para uma única plataforma. Esse acordo não fazia sentido, e a Microsoft nunca prosseguiu com isso. O mesmo tipo de pensamento se aplica aqui. Se o adquirente estiver disposto a fazer um investimento estratégico enorme e caro, então isso poderia acontecer.

A nova batalha é só para os gigantes?

Ao que tudo indica, todo o episódio desencadeia uma discussão sobre o pensamento estratégico da indústria de videogames que está mudando.

Em geral, existe uma nova batalha entre os gigantes para se tornarem o novo “Netflix dos Jogos”, já que com a explosão de jogos móveis nos últimos anos o mercado gamer é a nova menina dos olhos de empresas consagradas. Para lutar contra Google, Microsoft e Amazon faria sentido que a Sony tentasse melhorar seu portfólio de jogos e ter a RockStar em mãos não seria nada mal. Contudo, vamos esquecer isso, se alguém for comprar a Take-Two, não deverá ser a Sony, mas ficaremos atentos.

VIA

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.