Carregando...

Microsoft desativa alguns recursos da Xbox Live após pico de 775%

A Microsoft está vendo um grande aumento na demanda por seus serviços em nuvem durante a pandemia de coronavírus da quarentena global. “Observamos um aumento de 775% de nossos serviços em nuvem em regiões que impuseram distanciamento social ou pedidos de abrigo”, explica uma publicação do blog do Microsoft Azure. Esse aumento na demanda inclui o uso do Windows Virtual Desktop crescendo mais de três vezes e números recordes nas Microsoft Teams, Xbox Game Pass, Xbox Live e Mixer.

A Microsoft começou a ajustar seus serviços em nuvem de acordo. “Para otimizar a moderação e garantir a melhor experiência para a nossa comunidade, estamos fazendo pequenos ajustes“, diz uma nota de suporte do Xbox. “Desativamos temporariamente a capacidade de fazer upload de gamepics personalizadas, fotos de clubes e planos de fundo de clubes”. As gamespics personalizadas existentes do Xbox funcionarão muito bem, mas a Microsoft está tentando aliviar a carga de sua equipe de moderadores.

A Microsoft diz que também está trabalhando com as editoras de jogos do Xbox para “oferecer atividades de maior largura de banda, como atualizações de jogos fora do horário de pico“. A Sony também adotou uma abordagem semelhante, diminuindo os downloads de jogos do PlayStation para ajudar a preservar a velocidade geral da Internet.

A Microsoft revelou na semana passada que priorizará o acesso à nuvem para médicos e serviços de emergência e manterá o Microsoft Team em funcionamento. O uso do Team aumentou 12 milhões em apenas uma semana no início deste mês, e as equipes da Microsoft sofreram inicialmente algumas interrupções como resultado.

A Microsoft agora ajustou temporariamente alguns aspectos do Teams para melhorar a capacidade e a confiabilidade gerais. “Fizemos alguns ajustes temporários para selecionar recursos não essenciais, como a frequência com que verificamos a presença do usuário, o intervalo em que mostramos quando a outra parte está digitando e a resolução do vídeo”.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.