Carregando...
0 1

Microsoft deverá suportar o Xbox One até quando não existirem mais usuários suficientes

Microsoft deverá suportar o Xbox One até quando não existirem mais usuários suficientes

phil-spencer

Phil Spencer invade o Twitter em momentos aleatórios, para responder a perguntas de alguns usuários, sempre muito simpático e disposto a resolver as dúvidas do grande público. Ontem ele decidiu comentar sobre várias coisas sobre a retrocompatibilidade, já que foi um dos assuntos mais populares desta semana após o anúncio de vários jogos retrocompatíveis do Xbox original, e outros do Xbox 360 que foram adaptados ao Xbox One X.

Especificamente, em uma das respostas, disse a aos usuários que a retrocompatibilidade no Xbox One X, será fundamental nas decisões que a empresa tomará em relação ao futuro.

Eu estou sempre aprendendo, é fundamental para mim. Eu aprendi muito com a resposta dos jogadores e estúdios sobre o Xbox One X. Acredite em mim quando digo que esse aprendizado impactará os planos (relativos à retrocompatibilidade) do nosso futuro.

Para torná-lo ainda mais claro, Spencer respondeu a outro usuário que a ideia de fragmentar o conteúdo dos usuários no futuro por uma mudança no hardware, parece pouco lisonjeira. O que, em poucas palavras, podemos confirmar do que Spencer disse, é que a retrocompatibilidade é garantida para às “próximas gerações”, e não apenas isso, a maneira atual de a Microsoft enfrentar, não apenas dando suporte, mas tentando melhorar jogos do passado, também será garantida. Vale notar, o tempo não para, e os jogos novos de hoje serão os retrocompatíveis do futuro.

Mais interessante ainda é o que Spencer disse sobre como ele planeja enfrentar as novas gerações de consoles. Spencer diz que você pode aprender muito com os PCs, onde muitas GPUs são suportadas por anos até que praticamente não restem usuários que justifiquem o investimento de recursos para esse suporte. Isso abre a possibilidade de que a Microsoft continue a suportar a geração atual por muito mais tempo do que o normal, quando um novo lote de máquinas chegarem. Como muitos especularam, é possível que o Xbox One X se torne o “modelo de entrada” da próxima geração, ou que a Microsoft projete seu próximo console de modo que seja fácil para os estúdios dimensionarem seus jogos para a família One.

Essas questões serão respondidas ao longo do tempo, mas Spencer parece satisfeito com a reação dos usuários e da indústria às suas iniciativas, e parece que, de alguma forma, sua visão de “fim das gerações” vai prevalecer.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.

Curta nossa nova página no Facebook!