Carregando...

Microsoft quer que The Outer Worlds 2 seja exclusivo de suas plataformas

Tem havido muita conversa sobre a estratégia da Microsoft, realmente está cada vez mais expansionista para alcançar cada vez mais consumidores. Franquias como Halo, que por um longo tempo estavam ausentes do PC, não apenas o farão, mas também chegarão as lojas como a Steam, e não apenas a própria Microsoft. No entanto, parece que esta não é uma estratégia absoluta, e The Outer Worlds poderia ser um exemplo.

Como todos sabem, o próximo RPG da Obsidian, que aparecerá no mercado em poucos meses, já estava em desenvolvimento muito avançado quando a Microsoft entrou em cena com a compra do estúdio, e o projeto ainda manterá sua editora original, Private Division, mas isso não deve se repetir em sua sequência, ou pelo menos essa é a intenção da Microsoft.

Perguntado em uma recente entrevista no podcast de vídeo Game Informer sobre a possibilidade de um dos membros do Xbox Game Studios continuar lançando jogos multiplataforma para o mercado, Matt Booty, diretor da XGS, esclareceu que isso depende principalmente da franquia.

Acho que tudo depende da franquia, e se beneficiaria de ser multiplataforma ou se o fizesse com todo o suporte que poderíamos dar como exclusivo para as nossas plataformas. No caso do Minecraft, ficamos claros de que não queríamos tirar nada de ninguém, mas no caso de The Outer Worlds acreditamos que é um tipo de jogo que se beneficiaria de ser exclusivo.

Apesar da resposta politicamente correta de Matt Booty, parece claro que quem mais poderia se beneficiar da exclusividade é a Microsoft, embora isso também envolva saber quais são os direitos de uma possível sequência da Private Division. Não temos dúvidas de que, se é por dinheiro, a Microsoft terá sua própria, mas também dependerá da recepção de críticas e público com o primeiro The Outer Worlds.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.