Carregando...

Microsoft revela que Xbox xCloud terá mais de 3.500 jogos e suas regiões de lançamento

Não, ainda não é a E3 2019, mas a Microsoft decidiu revelar alguns dos detalhes mais finos sobre o seu próximo serviço de streaming de jogos Xbox Project xCloud hoje. A fabricante de software vem testando o serviço recentemente com funcionários, permitindo que eles levem o serviço para qualquer lugar para testar o streaming de jogos do Xbox. A Microsoft está atualmente desenvolvendo os servidores necessários para o xCloud, mas revelou hoje que o serviço “tem capacidade técnica para transmitir mais de 3.500 jogos” sem que os desenvolvedores precisem fazer alterações em seus títulos.

Desenvolvedores de jogos como a Capcom e Paradox estão testando seus jogos no xCloud, antes dos testes públicos no final deste ano. “Já implantamos nossos blades projetados do Project xCloud em datacenters em 13 regiões do Azure com ênfase inicial na proximidade de centros de desenvolvimento de jogos importantes na América do Norte, Ásia e Europa“, explica Kareem Choudhry, chefe de jogos em nuvem da Microsoft. Isso indica que a Microsoft está se concentrando inicialmente nessas partes fundamentais do mundo, então isso não será apenas um serviço para os Estados Unidos no lançamento. O Brasil, como esperado, ainda está de fora do teste inicial.

Os desenvolvedores de jogos também poderão ajustar seus jogos ligeiramente para streaming, permitindo ajustes no tamanho da fonte para telas menores ou até mesmo hospedando partidas com vários participantes em um único servidor para manter baixa toda a latência. A Microsoft ainda não deu a data específica para o teste público do xCloud, mas entendemos que a empresa está planejando falar muito mais sobre o xCloud na E3 no próximo mês.

O serviço xCloud da Microsoft enfrentará o serviço PlayStation Now, da Sony, e o serviço de streaming de nuvem Stadia, do Google. A Microsoft e a Sony estão se unindo para o futuro do streaming de jogos na nuvem, mas ainda estarão operando serviços separados para os clientes do PlayStation e do Xbox.

A grande notícia é que, enquanto no Google Stadia os desenvolvedores terão o trabalho de adaptarem ou até mesmo criarem jogos para o serviço, no Xbox xCloud os desenvolvedores não terão que fazer nada em sua grande maioria, já está tudo pronto pois a nuvem é ocupada por consoles Xbox. Qual desenvolvedor vai desperdiçar essa chance?

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.