Carregando...

‘Nokia’ foi para o Android, mas está pior do que na era Lumia e Windows Phone

‘Nokia’ foi para o Android, mas está pior do que na era Lumia e Windows Phone

this-is-fine

Bem, a HMD Global agora está vendendo smartphones com Android sob a marca da Nokia, e claro, sabemos que a Nokia Mobile foi comprada pela Microsoft, mas ainda assim, a HMD Global conseguiu fazer um contrato para licenciar e se aproveitar da marca finlandesa mais famosa.

Hora de prestar as contas! Desde fevereiro a “Nokia” voltou com o Android e muitos acreditavam que com tal sistema a marca voltasse a ser o que era, roubando a cena da Apple e da Samsung, e culpando a Microsoft por sua caída no mercado… será mesmo?

Um relatório da IDC veio para nos revelar tais números, pois a HDM ou Nokia se negam ainda a se manifestarem sobre o número exato de unidade vendidas. Assim, a empresa de análise de mercado aposta que a Nokia já vendeu cerca de 4 milhões de smartphones e dumbphones  ao redor do mundo desde fevereiro, e nós já estamos no mês de outubro. No primeiro semestre de 2017, foram enviados para as lojas 1,5 milhões de smartphones Nokia Android.

Muitos sites estão comemorando esse números, mas estranhamente são os mesmo que relatavam o fracasso da linha Lumia, mesmo com números bem maiores. Já vimos a Microsoft vender mais de 10 milhões de Lumias, e em 2015, nos tempos das vacas magras, vendiam quase 9 milhões de Lumia a cada três meses, não precisa ser um gênio da matemática para ver a vantagem da era Windows Phone.

A IDC ainda diz que a HMD é o 11º maior fabricante de smartphones da Europa. Vale notar, a Microsoft era ocupava a terceira posição, só perdia para a Apple e Samsung. Na América Latina, os Lumias superam os iPhones, assim como no Brasil.

Hhhaaa, mas  alguns podem argumentar “a HMD ainda não vende Nokia no Brasil”… bem, outro ponto falho, pois temos um mercado muito aberto aos produtos com o nome da Nokia, e a Microsoft antes de encerra a linha Lumia apoiava maciçamente o nosso país. Enfim, 2018 está logo ali, e parece que o Android não foi o suficiente para tornar o que a Nokia um dia foi.

Via: Digitaltoday

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.