Carregando...

Novas informações sobre o Snapdragon 835 mostram seu poder para Windows em dispositivos móveis

Novas informações sobre o Snapdragon 835 mostram seu poder para Windows em dispositivos móveis

nokia-camera-app

No final do ano passado, vimos a Microsoft subir no palco da WinHEC para mostrar um pouco do seu “Celular PC“, aparelhos compactos que podem rodar o Windows 10 completo mesmo com processadores ARM, além de suportar o eSIM para acessar os dados móveis. Foi possível fazer isso com o HP Elite X3, aparelhos foi lançado com o Windows 10 Mobile.

Na ocasião, a Microsoft também confirmou que o Snapdragon 835, que deverá ser lançado ainda nesta semana, utilizará a Redstone 3 para emular programas x86. A Redstone 3 é o codinome da grande atualização para a segunda metade deste ano do Windows 10 e Windows 10 Mobile.

Agora surgiram novas informações a respeito do processador. Ocorre que, sliders da apresentação foram vazados e já temos muitas das novidades que a Qualcomm.

Informações confirmadas pela Qualcomm:

  • Processo de fabricação FinFET de 10nm
  • Quick Charger 4.0 (cinco horas de carga com apenas cinco minutos na tomada)
  • 30% mais eficiente em relação ao espaço ocupado
  • 27% mais performance
  • 40% na redução do consumo energético.

Informações extraoficiais:

De acordo com o que tem vazado na Internet, o marketing da Qualcomm com o Snapdragon 835 bate na tecla que não é necessário muitos núcleos e sim núcleos eficientes. O Snapdragon 835 aposta no modelo heterogêneo, isso significa que há diferentes, divididos entre os de alta performance e outros que são mais eficientes energeticamente. Esse modelo de SoC se caracteriza pelo balanceamento entre performance e eficiência energética. Falando em eficiência energética, em um dos slides a Qualcomm faz um comparativo entre o Snapdragon 801, lançado em 2014, com o Snapdragon 835, a redução do consumo é de 50%.

No caso do Snapdragon 835 seriam 8 núcleos da arquitetura Kyro, que entrega cerca de 20% mais performance relação a arquitetura anterior. 4 desses núcleos seriam de alta performance, alcançando até 2.45 Ghz de clock, enquanto os outros 4 seriam os mais eficientes energéticamente, rodando com clock de até 1.9 Ghz.

A GPU seria a Adreno 540, com 25% mais performance que a anterior, e com maior reprodução de cores. Maior potencial para câmeras e realidade virtual. Além da compatibilidade com APIs como DirectX 12 e Vulkan. Graças ao DSP Hexagon 690 o Snapdragon 835 será capaz de lidar com conteúdo em 4K à 60 fps.

Um dos slides também menciona o processo de fabricação, que é de 10nm, FinFET de segunda geração. A Qualcomm cita que a redução e melhor eficiência dos transistores proporciona baterias de maior capacidade, smartphones mais finos, novas funcionalidades, entre outras coisas.

O que vocês achou?

Fonte: VideoCardz

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.