Carregando...

O novo Xbox é o avanço do futuro sem discos que nos aguarda

A apresentação do novo Xbox One S All-Digital na semana passada não foi uma surpresa, os rumores já demonstravam isso, mas ainda de alguma forma não foi o que esperávamos. O compromisso da Microsoft de fornecer apenas o conteúdo digital resultou em um novo console que tem pouco de novidade, mas o que exatamente a Microsoft quis com isso?

O mercado digital tornou-se cada vez mais importante, especialmente em jogos, onde as vendas através de lojas online estão, pouco a pouco, tirando mercado em lojas tradicionais. Enquanto grandes empresas apostam num futuro de jogos distribuídos por streaming, e obviamente sem discos, a próxima geração de consoles, ao menos pela Sony e seu PS5 deverá ter entrada para mídia física (não sabemos se será discos, cartuchos ou qualquer outra coisa ainda). A Microsoft ainda é uma incógnita já que muito provavelmente só dará detalhes de suas próximas máquinas na E3 2019.

Este é o Xbox One S All-Digital

O novo Xbox One S All-Digital é o primeiro console da Microsoft sem leitor de disco, como o nome sugere. Isso significa que só podemos jogar os títulos que compramos na loja digital. É por isso que o console vem com um disco rígido de 1 TB pré-instalado. Além de remover a unidade de disco, este console é idêntico a um Xbox padrão One; A Microsoft não aproveitou a oportunidade para fazer mudanças drásticas, o que é compreensível.

A verdade é que estamos no final de geração e a Microsoft não se importou em gastar tempo criando um produto inteiramente novo. Acima de tudo, porque este não é um produto real. A próxima geração está logo ali, mas  o que realmente esse console significa nessa altura no campeonato?

Não me entenda mal. O Xbox One S All-Digital estará disponível nas lojas como qualquer outro. Mas o objetivo deste lançamento não é vender mais unidades; É para verificar o estado do mercado e ver se os jogadores estão dispostos a deixar para trás o disco. É uma experiência para obter informações para o próximo console, um produto de verdade que terá investimentos agressivos em todos os campos, do marketing até as mais recentes tecnologias.

O primeiro Xbox apenas digital é um experimento

Existem muitas pistas que apontam para isso. Como o preço. O novo console custará R$ 1799 e virá com três presentes: Minecraft, Sea of ​​Thieves e Forza Horizon 3. A poupança, portanto, é mínima, uma vez que não é difícil encontrar unidades do Xbox One S com leitor com dois ou três jogos por menos que isso. E se quisermos, podemos usar esses consoles para jogar o modo digital normal apenas, não são obrigados a utilizar os discos, claro. Essa é uma realidade que não é só do Brasil, mas na Europa e nos Estados Unidos também existiu essa crítica.

O tempo e os jogadores dirão se este será o momento de migrar para a mídia digital. Sem dúvida alguma a empresa deverá baixar o preço do console “apenas digital” no futuro para ir testando até quanto os jogadores estão dispostos a pagar para abandonarem a mídia física – se é que muitos já não abandonaram. Além disso, até a própria mídia física poderá ser diferente na próxima geração tendo em vista as limitações dos discos Bluray nas transmissões de conteúdo, o Nintendo Switch é um exemplo disso.

O que vocês acham?

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.