O recurso mais subestimado do novo PS5 e Xbox Series X é uma virada de jogo

A próxima geração de consoles está levando o poder do hardware mais longe do que nunca, mas o abismo de atualizações gráficas e técnicas perceptíveis entre as gerações está diminuindo. A Microsoft, por exemplo, está conscientemente confundindo a linha ao prometer suporte de cross-gen para o lançamento do Xbox Series X, com os títulos first party também sendo destinados ao Xbox One. Isso torna os recursos de qualidade de vida mais valiosos do que nunca, incluindo pelo menos um que é mais significativo do que pode parecer: Quick Resume ou suspender de vários jogos na multitarefa.

O recurso passou despercebido por muitos, parte do conjunto de novos recursos anunciado casualmente quando a Microsoft revelou seus planos de próxima geração. Ele foi anunciado junto com outros planos ambiciosos, como um SSD para suportar tempos de carregamento mais rápidos e uma nova versão de seu controle sem fio padrão.

A Sony não detalhou planos específicos para sua multitarefa, mas é lógico que o recurso poderia ser incluído no PlayStation 5. A empresa já falou sobre um recurso semelhante, supostamente chamado de Activities, que permitirá que você entre no modos de jogo individuais direto da dashboard sem a necessidade de carregar no menu padrão do jogo.

Esses tipos de recursos podem ter um grande impacto sobre como interagimos com os jogos e o que esperamos de nossas interfaces de console no futuro. Esses tipos de pequenas melhorias que reduzem o atrito em sua vida cotidiana acabam se tornando normalizados. Em cinco anos, pode parecer frustrante ou até mesmo inaceitável não ser capaz de alternar entre vários jogos instantaneamente ou pular direto para uma partida multiplayer sem o incômodo de inicializar o jogo.

Imagine, por exemplo, que você está no meio de uma missão narrativa de um jogo para um singleplayer. Uma amiga envia uma mensagem para você procurando uma sala para um squad de battle royale, mas ela só tem tempo para uma única partida. Em vez de deixar seu amigo esperando quando você termina a missão ou perder seu progresso no meio da missão, você simplesmente aceita o convite, joga uma partida e volta de onde parou. Ou você pode jogar várias experiências single-player consecutivas, pulando entre elas.

O recurso também pode ser uma bênção para demos de jogos e serviços de assinatura, como Xbox Game Pass. Às vezes, a frequência e o volume de atualizações desses serviços dificultam a amostragem de tudo de interesse. Ser capaz de manter seu lugar em um jogo enquanto experimenta rapidamente um monte de novas ofertas pode ajudar a incentivar a tentativa de mais jogos novos e criar mais descoberta nas plataformas.

Em pouco tempo, os recursos aparentemente pequenos que nunca sabíamos que queríamos poderiam parecer aqueles sem os quais não podemos viver.

A próxima geração parece ser um passo evolutivo para jogos de console. Suas atualizações visuais devem ser impressionantes, mas podem não significar o salto evolutivo que esperamos das transições anteriores. Isso significa que a geração poderia ser muito mais definida por serviços on-line expansivos e melhorias na qualidade de vida dos jogadores. Em pouco tempo, os recursos aparentemente pequenos que nunca sabíamos que queríamos poderiam parecer aqueles sem os quais não podemos viver. Pelo menos no Xbox Series X, já sabemos como funciona o “Quick Resume”, e parece que realmente funciona bem.

141 comments on “O recurso mais subestimado do novo PS5 e Xbox Series X é uma virada de jogo

  1. Não passou despercebido por mim, várias vezes desisto de jogar algo só por preguiça de esperar o carregamento e termino continuando o que já estava parado por esse motivo. Agora poderei deixar vários jogos em aberto sem preocupação.

    1. The Witcher 3 só de não ter aqueles loadings demorados já me dá vontade de jogar de novo. Ainda vou poder ficar alternando entre o Red Dead e o Cyberpunk sem esperar.

        1. Jogando em qualidade alta num PC com um simples combinho de Ryzen5+RX580+HDD Barracuda novo você já consegue cortar o narrador recapitulando o que aconteceu no meio da fala quando dá loading… E a maquina nem chega a suar. Fica um monte de coisa sobrando na maior parte do tempo.

          1. Se teve ou não, não sei. Mas que está falando groselha, está… Pq dá pra usar apps de vídeo sem fechar o jogo

          2. Bom eu não sabia o sprigganBRa disse

            “Filipinho, agora o ps deu uma evoluída! Ele tá fazendo isso em alguns aplicativos de video. Achou mesmo que a sony não iria copiar essa feature? só não fez direito.”

            Isso daí é recente… pra você ver como o PS está anos luz atrás do Xbox

          3. Filipinho, agora o ps deu uma evoluída! Ele tá fazendo isso em alguns aplicativos de video. Achou mesmo que a sony não iria copiar essa feature? só não fez direito.

    1. Sony se dá bem por conta dos exclusivos, se não fossem eles, não venderiam tantos consoles… (pelo – das últimas gerações e da próxima)

      1. Não mesmo. A Sony vendeu porque o One veio todo merda. Nunac que exlcusivo foi ponto de decisão para compra de consoles. Isso é papinho de bloguinho e kid. Já na briga entre o 360, que veio top, veja o que o PS3 precisou fazer para vender apenas 1 milhão a mais de consoles e no finald a geração.

        Só ver o próprio relatório da Sony que mostra que sonysta comprou em média 1 jogo por ano em todo o seu tempo de PS4. Cadê a foça dos exclusivos? Não existe. Xbox se quimou, fato. Quando um produto se queima, como foi o One, demora muito tempo para recuperar a confiança do consumidor. Fora que a Sony sempre investiu em MKT pesado, você vê o nome PS4 em todos os lugares, Champions, Basquete, lojas, tudo que é canto você vê o nome do PS. Agora mesmo, na final da CL, PS5 estampado em toda rede. Exclusivo NÃO VENDE CONSOLE. Acesse os relatórios e veja po si mesmo.

        1. O Marketing do xbox one no lançamento foi uma tremenda furada, aquele lance de all in one, o que gerou o nome do console, foi muito mal para as vendas, ninguém queria uma central multimidia em um console de jogos. Hoje atualmente serve muito bem essa central, tanto que a SONY até colocou apps tipo Netflix, YouTube e afins no PS4, o que não tinha no inicio do console. Mas de fato, essa pegada de fazer um console como uma central de tudo, foi o que mais manchou o console. Por isso vendeu menos. E quanto aos exclusivos, eu já disse um tempo atrás, PS4 vende mais por ter o melhor marketing, onde vc vê tem um marketing do Playstation.. Seja na TV, na internet, nas ruas… Nas radios… O povo compra Playstation pelo nome, e não pelos exclusivos… Se isso fosse o caso, eles não comprariam jogos de outras empresas, tipo GTA, The Witcher… Mas sim, compram pelo nome Playstation, que foi popular lá na epoca do PS1 e foi mais popular ainda no PS2… Se não fosse isso, o XBOX hoje poderia ser um Playstation da VIDA, se tivesse uma equipe de marketing que não fizesse marketing só no Twitter…

          1. Bem por ai. Tenho um sobrinho que ganhou um PS2 quando era pequeno, pouco antes de lançarem o 3. Molecão sem responsabilidade, passava a tarde jogando depois da escola.
            Agora no final de 2018 depois que ele casou, e aliviou as dívidas comprou um PS3 pra matar o tempo livre na febre de que ia curtir mais do que o 2 que teve antes. Toda vez que pergunto pra ele “e o play, tá curtindo?” a resposta é a mesma: “joguei um pouco, mas tá lá”.
            Recentemente mandei uma oferta pra ele de umas coisas que sabia que ele gostava e já disse até que tá pensando em vender pra pegar um Xbox ao invés do 4 porque cansou da Sony – e realmente, falta muito suporte pro usuário que decide confiar na marca por parte deles.

          1. Recente é teu c* arrombado, seu anormal !! Gamepass foi criado em 2017 !! Ate parece que alguem compraria xbox pra jogar crackdown 3, Sea of Thieves, Recore e outros jogos meia boca que lançaram…de lá pra cá, só Ori, Cuphead, Gears 5 e olhe lá. Até 2017 o xbox msm com os jogos lançados, estava no limbo…é só ver o “sucesso” que fez Quantum Break, Sunset Overdrive e Ryse, cujas produtoras falaram abertamente das vendas que não corresponderam as espectativas e a Microsoft que nem quis bancar a continuação dessas franquias…

    2. Serio que o PS4 nao tem essse recurso de abrir apps em background?

      O PS5 tem estrutura fisica para fazer ate mais rápido que o XSX, mas fica claro a deficiência de know-how no lado azul.

      1. Mano, se liga… A SONY mandou eu comprar outro PS3 quando o PS3 teve uma update que fez o leitor de bluray engolir o disco e não ejetar, agora imagina a SONY querer botar o console deles com background ativo? Acho que o console no minimo iria explodir e eles iria rir da sua cara.

        1. Sério que o PS3 não tem um recurso para tirar o disco em caso de emergência como tem no 360, one e em alguns leitores de disco!!??

          É realmente acho que não vai ter jeito viu. A Sony não ajuda….

          1. Não KKKKKKK e o pior de tudo, eu tive que levar o aparelho em uma assistencia de mercado cinza para eles abrir o aparelho e abrir o leitor para tirar o jogo… mano… KKKKK Olha o que eu tive que fazer… Sony é a desgraça mundial

    1. Até os playstationistas/babaconistas ja admitiram q depois do joel eles amam tomar no café!
      Ainda mais com o controle do psmove!
      Feito sob medida!

      4KKKKKKKKKKKKKKKKK

  2. Acho que de tudo isso o loading quase instantâneo dos jogos é o que mais me anima. Quantas vezes sentei na sala, com quinze, vinte minutos pra jogar e acabei desistindo só de pensar no o tempo que o jogo levaria pra carregar. Ou jogos de campanha, que as vezes você morre várias vezes tentando passar em alguma fase e tempo de carregamento é maior do que você passa jogando. Espero que seja tudo isso que tão falando.

    1. Mano, isso é o minimo que deveria ter nos consoles atuais… Não só no Series X. Acredito que o One S e o One X deveria vim já com SSD em vez de HD. Os loadings seria mais rapido, agora, no series X vim com essa função é algo que incomoda muito. Muitos vão falar “Ah, mas tem que ter algumas diferenças da old para a nova, se não a nova não pode ser chamado de nova”. Mas convenhamos, toda essa tecnologia de loading mais rapido já deveria ter tido já no xbox one e ps4…

      Agora é esperar o monstrinho chegar com o preço pra ver se minha economia bateu KKKKKK

      1. Não esquece que você está falando de sistemas nascidos “em 2013”. SSD é armazenamento caro e aplicar tal componente DA FORMA CORRETA para beneficiar o usuário ao invés de apenas encarecer o produto seria inviável, mesmo para as revisões da atual geração que vieram depois, independente da possibilidade de trocar capacidade por velocidade continuado com armazenamentos de “500GB”.

        Pra ter noção um bom HDD mecânico tem diferenças pífias para um SSD conectado na mesma porta SATA3. Você tem meramente uma ilusão da diferença no momento em que faz a troca, mas para haver um ganho real não é um drivezinho de 1~2 reais por GB que vai fazer a diferença; seria necessário um investimento absurdamente maior só pra adquirir um SSD de qualidade que trabalhe via PCIe e, para isso, é preciso que a placa em que o sistema roda tenha esse suporte também com pelo menos uma via extra nesse barramento pra não haver conflitos com outros componentes dedicados que possam usar a mesma via.

        Se um PS4 ou Xbox One tem loadings muito longos, ou é porque 1 – o jogo carrega muita coisa pra memória; 2 – porque ele foi mal otimizado; 3 – o aparelho está apresentando defeito (as vezes até uma combinação desses). O que a nova geração está fazendo é se aproveitar da evolução tecnológica pra implementar não só “meros SSD”, mas discos sólidos personalizados trabalhando em conjunto tanto com hardware quanto software pra nos fornecer o resultado que esperamos ver agora no final do ano.

    2. compartilho dos mesmo pensamentos, lembro que quando eu jogava the witcher 3, era 2min de loading quando eu morria no Xbox one Fat, acabava desistindo as vezes de tentar matar um boss que ja tinha morido umas 5x.

      Borderlands 3 eu cronometrei vc demora 4min pra ve seu personagem e conseguir andar
      Jogos como BF e COD as vezes eu saiada do lobby do final do jogo que era mais rapido que esperar comecar outra partida no X360, ja no Xbox one nem valia pensa pq demora mais de 1min pra volta no menu de busca

    3. por coisas como essa acabei trocando o hd dos meus 2 consoles por ssd. não vou falar que fica perfeito pq não fica. há um gargalo na controladora dos consoles que limitam o desempenho do ssd. Sem contar alguns bugs (nada que atrapalhe, geralmente resolve com restart) nas duas plataformas, sendo cada uma com suas particularidades. loadings como os do metro, red dead, forza 4/7 que são muito longos reduz muito. Pra vc ter uma noção melhor… sabe o resumo narrado antes de carregar o mapa do witcher 3? com hd mecânico… resumo + bom tempo de loading. já no ssd quando acaba o resumo o loading já tá com mais de 90% carregado durando apenas alguns poucos segundos. Outra coisa interessante no xbox x com sdd é o boot. com a energia configurada pro modo econômico (boot lento) ao tirar o console da tomada o boot é cerca de 40/50 segundos e depois disso se não tirar o console da tomada o boot é instantaneo igual ao modo rápido. Inclusive se no modo rápido estiver marcado pra inicializar o one guide (tv) ele vai iniciar mesmo estando no modo economico. É exatamente o mesmo comportamento só que no modo economico. O mais importante é que no xbox não tive bugs em games apenas na dash quando forcei algumas situações atípicas no uso normal nunca tive problemas. E com a versão atual com a insider (alpha a versão da nova loja) o não tive nenhum problema nem na dash.

      O ps não teve diferença significativa no boot do console, mas na inicialização da dash é outra história fica show já carrega inicializada. Não resolve o problema do carregamento da store (isso só consegui configurando um servidor proxy na minha rede (usei docker/squid-3 em um ARM64). De preocupante mas até agora não muito grave, tive problema em uma das partes finais do spiderBat-Man, na verdade foram durante em duas cenas tive alguns problemas de sincronia durante alguns segundos em 2 cenas. Os demais problemas ocorreram na dash ao entrar e sair repetidas vezes de menus distintos (no teste, uso normal nada a relatar)

      outro benefício é a redução do delay de carregamento de texturas.

  3. Acho que de tudo isso o loading quase instantâneo dos jogos é o que mais me anima. Quantas vezes sentei na sala, com quinze, vinte minutos pra jogar e acabei desistindo só de pensar no o tempo que o jogo levaria pra carregar. Ou jogos de campanha, que as vezes você morre várias vezes tentando passar em alguma fase e tempo de carregamento é maior do que você passa jogando. Espero que seja tudo isso que tão falando.

  4. O Quick Resume será um dos melhores recursos pra mim. Vou utilizar bastante entre jogos singleplayer, multiplayer e da crackolândia. Poder alternar entre jogos sem a necessidade de carregamento, continuando de onde parou, será muito bom.

  5. Convoco a comunidade Xbox para fazer um protesto com reclamações no Reclame Aqui contra os preços abusivos nos controles de Xbox One e de sua qualidade.
    Para quem não sabe controle de Xbox está custando mais de 500 reais e todos sabemos que eles possuem qualidade duvidosa principalmente nos botões RB e LB.

    1. Amigo os controles produzidos 6-7 anos atrás que tinham problema no RB e LB que mal devem existir no mercado,além do mais acho os controles mais recentes por 300 conto
      Oq te levou afzr esse comentário amigo?

      1. Pior que não. Comprei um controle novo a menos de um ano e já estragou o RB. Os botões LB e RB continuam ruins…
        Sorte que meu cunhado arrumou pra mim na faixa…
        Saudações Colosso

      2. Meu amigo esse problema é recorrente continua, não é difícil achar alguém com problemas no RB ou LB e dá uma pesquisada nós preços dos controles de One e compara com os de PS4, mas não pega nada os usuários de Xbox é gado mesmo.

    2. Oferta e demanda rapá. O controle é conhecido por ser o melhor controle da atualidade, inclusive para usar em outras máquinas como PC, celular, PS4 e Switch. Todo mundo doido pra ter ele e o Switch nessa época do ano

      1. O controle é o melhor de pegada mas em qualidade o do PS4 da de 10 a 0 se tivesse suporte pegaria ele para por ser mais barato e ter qualidade melhor.

        1. “mas em qualidade o do PS4 da de 10 a 0”

          🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣

          1. O controle do Xbox 360 é excelente mas o do Xbox One é uma bela porcaria, no quesito qualidade e durabilidade o do PS4 é melhor sim sou perde.

          2. 🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣

          3. O controle do Xbox 360 é excelente mas o do Xbox One é uma bela porcaria, no quesito qualidade e durabilidade o do PS4 é melhor sim sou perde.

    3. Controle do ps4 constantemente aparece por 200 reais, menos que metade do xbox. Caixista toma no habbo com sorriso no rosto, e se tu apontar isso eles ainda te xingam. Caixista é que nem mulher de malandro

        1. Esse lixo do xbox não tem bateria nem giroscópio, controle totalmente zoado, a única coisa boa é o formato, mas tirando isso não tem nenhuma diferença de um gamesir da vida. Lixera total

    1. Como o amigo abaixo disse: nada disso é crucial. São tudo funções extras não principais pro jogo.
      Pra mim por exemplo uma função crucial é o suporte a controle wireless e a saída HDMI. Tão crucial que todas as empresas deram suporte a isso.

  6. Apesar de não ser crucial, é gratificante eu desligar o videogame quando estava jogando o RDR2 e no dia seguinte ligar para continuar e estar lá pausado onde eu deixei, sem carregamento nenhum. Sem contar que eu podia alternar entre o jogo e os aplicativos, Spotfy, Mixer, o navegador, a loja, etc e voltar pro jogo normalmente. Só dava umas ziquiziras com o youtube, que obrigava a carregar o jogo de novo.

  7. Para mim vai ser um recurso excelente pois tem mais de um usuário do console. Normalmente jogo a noite e minhas filhas de dia. Toda vez que vou jogar tenho que abrir os jogos do zero. Vai ser muito prático no meu caso.
    Saudações Colosso

  8. O Quick Resume será um dos melhores recursos pra mim. Vou utilizar bastante entre jogos singleplayer, multiplayer e da crackolândia. Poder alternar entre jogos sem a necessidade de carregamento, continuando de onde parou, será muito bom.

      1. Mighty No 9 é uma merda kkkk sinceramente, meu amigo comprou essa carniça e nunca mais jogou… Nem eu joguei direito… Joguei algumas fases e desisti

          1. Nem fala, eu tenho o x tmb e só passei raiva. Ainda bem que meu amigo que eu compartilho a conta que comprou o jogo, eu n gastaria dinheiro nisso não. Fora que o suporte do jogo é 8 ou 80… Update quase inutil e quando tem, não ajuda em nada.

  9. O Playstation 5 pode ter tido seu preço vazado por uma gigante varejista brasileira nesta semana. O console da Sony apareceu por cerca de R$ 10 mil no site da KaBuM. O videogame deve chegar em dezembro deste ano.🤣🤣🤣🤣

  10. Off: Finalmente terminei Ghost of Tsushima, que jogo maravilhoso, virou meu open world favorito, fiz questão de libertar toda a ilha e fazer todas as sidequests
    É praticamente um assassin’s creed bem feito sem as besteiras que a Ubisoft coloca nos jogos novos

  11. Crisis ships with no less than three display modes on the Xbox One X, including a 4K, 30fps mode and a 1080p, 60fps alternative, and the software-based ray tracing solution featured in the Xbox One X version of Crysis Remastered apparently often works to “spectacular effect”, with good performance to boot.

      1. No outro víamos varias noticias no mesmo ecran, umas ao lado das outras, neste vemos menos.

        No outro víamos quantas pessoas tinham gostado da noticia e o numero de comentários sem entrar na noticia.

  12. Não vejo na multitarefa tanto potencial quanto deram ênfase na matéria. Não nego ser interessante SIM “pular” da ação de um jogo direto para o outro em situações de espera, mas isso meio que “quebra” o preparo psicológico que quem está verdadeiramente jogando faz toda vez que entra numa tela de loading carregando uma partida.
    Dá pra simular mais ou menos como seria isso rodando duas aplicações em um PC potente ou trabalhando em dois dispositivos. Eu mesmo sempre fiz isso, inclusive com jogos – principalmente aqueles que praticamente “se jogam sozinhos” em alguns trechos ou que abusam de “esperas” em lobbies e coisas do tipo (meu celular mesmo tá sempre a mão também por isso).
    Atualmente já somos pilhados demais da forma como as coisas são/estão. Se não houver alguma auto-moderação no uso desse tipo de recurso a incidência de questões provocadas por ansiedade e derivados pode acabar se tornando uma megera bem mais azeda, sem falar que os “gansos” caindo de paraquedas no que deveria ser “uma partida séria” podem dar um salto gritante e isso aumenta também o povo que só liga o aparelho pra “trollar” os outros porque não foca a energia em se concentrar pra jogar direito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *