Carregando...

Os criadores de Gears 5 estão emocionados com o Xbox Scarlett

Ainda há muitas perguntas em aberto sobre o que a Microsoft tem para a próxima geração. Existem certezas importantes, em termos de sua intenção de oferecer uma nova experiência de jogo, com elementos como memória SSD e GDDR6 que fornecerão alta velocidade e mais poder ao Xbox Scarlett. Foi a The Coalition quem descobriu informações interessantes sobre o Ray Tracing e, agora, os criadores do Gears 5 o fazem novamente, muito emocionados com o potencial do Ray Tracing no Xbox Scarlett.

Foi em uma extensa entrevista com a Eurogamer e a Digital Foundry, onde Colin Penty registrou o excelente trabalho que eles fizeram para o Gears 5. E é que a Digital Foundry citou o diretor de arte técnica para extrair todas as informações que determinaram um dos desenvolvimentos mais bem-sucedidos do Xbox. Tanto em vendas quanto em questões técnicas, o Gears 5 é uma referência na geração atual e, diante do talento deste estúdio, tivemos que perguntar sobre todos os aspectos que The Coalition organizou e oferecerá. E é precisamente nesta seção que se fala em Xbox Scarlett.

O próprio Penty estava encarregado de confirmar que o Xbox Scarlett tinha núcleos dedicados ao Ray Tracing. Agora, ele vai além de responder às perguntas, onde ele até aponta que eles estão usando o desenvolvimento do Gears 5 para testar essas novas ferramentas. “No Gears 5, estamos usando sombras de campo à distância com o Ray Tracing, baseado em cálculos de GPU, que funcionam em todas as plataformas e não dependem de DXR ou hardware dedicado”. Vale notar que parte do trabalho da Nvidia para a implementação do Ray Tracing chegou em colaboração com a Microsoft e seu DirectX. Nessas bibliotecas, disponíveis no Windows 10, há um grupo delas relacionadas ao DirectX Ray Tracing, responsáveis ​​pela interpretação dos pedidos e cálculos desse trabalho dedicado aos gráficos RTX da Nvidia.

Os criadores do Gears 5 estão entusiasmados com o potencial do Ray Tracing no Xbox Scarlett, mais especificamente “com as possibilidades de suporte a hardware nativo DXR no Xbox Scarlett para Ray Tracing”. Mesmo assim, Penty diz que agora não é hora de revelar mais detalhes, ou o que o Xbox Scarlett oferece, ou seus planos futuros como desenvolvedor. Simplesmente, “estamos acompanhando de perto as técnicas e inovações emergentes nesta emocionante situação“.

Mas pouco mais se sabe sobre um hardware cujo principal suporte, AMD, ainda não especificou nada. O Flauta SoC deu dicas, rumores e estimativas colocam os hardwares da Sony e da Microsoft em um nível muito semelhante, mas cada um trará seu próprio valor. Ao contrário do resto, parece que a Microsoft já possui os primeiros fundamentos para a implementação desse Ray Tracing via hardware, algo que deve ser uma solução fornecida pela AMD, para a qual a Microsoft parece estar preparada.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.