Segundo analistas, próxima geração do Xbox chegará em 2021

xbox-carregamento-verde

Faltam apenas quatro dias para terminar 2017, com o Xbox One X recém chegado ao mercado, e os analistas estão tentando antecipar quando a próxima geração da Sony e da Microsoft vai chegar. Quando um suposto Xbox Two chegaria? Parece que alguns já têm a resposta.

O pessoal do GamingBolt pediu para Lewis Ward, diretor de pesquisa da IDC, uma empresa conceituada em análise de dados, sobre quando ele acredita que a Sony irá lançar um suposto PS5. Isso foi respondido: “agora eu acho que o PS5 e a próxima geração do Xbox irão chegar em 2021, mas isso é apenas uma tentativa de marcar uma data na minha previsão”.

Antes, alguns analistas afirmavam que seria em 2019 a resposta da Sony para o Xbox One X. Contudo, as novas previsões são estas, talvez devido ao enorme sucesso do Nintendo switch. No momento, o poder não é um problema para este console, logo só resta saber se a Sony vai conseguir fazer um console mais poderoso que o Xbox One X e com um preço competitivo.

Talvez seja muito cedo para se aventurar a prever qualquer coisa: Xbox One X é quase 5 vezes mais poderoso do que a geração atual que nasceu em 2013. Talvez o conceito do switch faça a Sony e Microsoft repensarem em console portátil? Um híbrido de desktop e notebook ? Tudo poderia será possível em uma indústria com tantas mudanças.

Como você acha que será a próxima geração? Quando vai sair? Concorda com os analistas?

55 comments on “Segundo analistas, próxima geração do Xbox chegará em 2021

  1. Uma coisa é fato, a Nintendo possui uma série de IPS que basicamente lhe garante a sobrevivência no mercado sem ter que apelar para o poder gráfico. Já Sony e Microsoft tem que usar o apelo do poder computacional para vender jogos, é só comparar quantas unidades de um game exclusivo da Nintendo vende, e ver o quanto vendem Sony e Microsoft com seus exclusivos. De qualquer forma vamos aguardar e ver como vai ficar essa questão de quando chegam os próximos consoles porquê a palavra final sobre se um deles terá sucesso é do consumidor.

    1. Cliente da Nintendo não tem opção, ou compra exclusivos ou fica sem jogar, já que o suporte de third parties é muito fraco (repare que estou falando que é muito fraco e não que não existe).

      1. Mas desde quando Nintendo não se sustenta com exclusivos??? Sempre foi assim.. E os jogadores “base” da Nintendo sabem disso é já o escolhem por isso. Já novos jogadores, esses podem ser atraídos pelo diferencial (portabilidade) já que nem entendem o que são gráficos. Já tem minecraft lá.

        1. O meu argumento foi sobre o número de vendas de jogos da Nintendo. Falha minha em não ter citado sobre o que eu comentei.. Não discordo de que a Nintendo sustenta a venda de seus consoles com exclusivos, além claro, de sempre tentarem inovar em algo, como foi com o Wii e agora com o Switch.

        1. O meu argumento foi sobre o número de vendas de jogos da Nintendo. Falha minha em não ter citado sobre o que eu comentei.. Quis apenas justificar que jogos vendem bem também porque não existem muitas opções fora os exclusivos (além claro, de terem uma qualidade indiscutível).

          1. WiiU no começo da vida tinha cod, Assassin’s Creed, e vários outros thirds que não venderam nada, enquanto um simples Mario Kart vendeu cerca de 8 milhões, isso num console fracassado. Não é falta de opção, é que os exclusivos da Nintendo são tão bons que canibalizam o próprio catálogo com as terceiras.

    2. Na minha opinião os consoles da Nintendo são a segunda opção não vejo muito apoio de third parties para ele, meu console principal seria o Xbox ou o ps4 e o switch pra jogar Mario

      1. Hoje o cenário é esse.

        Mas devemos lembrar que depois do Wii U, as thirds ficaram com o pé atrás.

        Mas com um ano no mercado ele deve chegar a 14 mi de unidades. E no final de 2018 com mais de 30 mi (isso num cenário bem chutado para baixo).

        Com isso as thirds vão começar a olhar ele com outros olhos e ele pode virar sim o console principal (e único) de muita gente.

          1. Trocar realmente não. Mas sempre tem gente nova chegando no mercado. Muitas crianças / pré-adolescentes podem começar com um Switch.

          1. Nem sempre.

            Ubisoft revolveu da uma chance, criou um jogo, teve lucro, garantiu o seu único premio no TGA.

            Jogos multi podem sim sofrer com downgrade, ou podem ser feitos nivelados por baixo.

            Mas nada impede as thirds de fazer jogos exclusivos para o console aproveitando o que ele tem de melhor.

        1. A vantagem do Switch é o preço, pouco abaixo da concorrência. Mas 30 milhões acho muito, só se baixassem pra casa dos 150 dólares. Daí até eu compraria um.

      2. O NS é novo no mercado. Precisamos esperar a maturidade dele para ver se ficará dessa forma. Console da Nintendo é 2ª opção aqui no Brasil porquê não tem suporte, mas na Europa, Asia e U.S.A não é bem assim que funciona. O NS vai ter muitos games exclusivos, mas as thirdies estão lançando games para ele aos poucos. Temos que ver como a Nintendo vai fazer a gestão dele no seu ciclo de vida.

    1. A Sony levou três gerações com hardware mais fraco que a concorrência, e em três delas foi líder absoluta. Não estão nem um pouco preocupados com diferenças de processamento ou gráficos, até porque as vendas tem mostrado que pouca diferença isso tem para o comprador final.

      1. Nintendo começou com retrocompatibilidade muito antes do primeiro XBox nascer.

        Ela sempre fez dentro do possível. No caso do Switch não tinha o que fazer, o Wii U roda DVD, não tinha como fazer retrocompatibilidade.

        1. Ninguem falou que a MS inventou a retrocompatibilidade. Aliás até a própria Sony fazia uso da retrocompatibilidade, mas abandonou a ideia. Talvez por fazer da forma errada, usando um chip secundário pra rodar jogos do PS1 e PS2 no PS3, sendo que tal recurso se resumia apenas a primeira versão do PS3.
          Acredito que com o uso da arquitetura X86, o PS5 seja retrocompativel com todos os jogos do PS4, sem precisar de emulação ou modificações no jogo.

    1. Enquanto houver consoles e os jogos não forem todos distribuídos em streaming, essa história de fim das gerações é balela. Os únicos consoles com retro 100% nativa dessa geração foram o 3ds e o WiiU.

  2. Eu acredito que um dia chegará a um nível de integração tão grande entre PC e Console que será quase inevitável uma fusão, no caso, PC estar mais otimizado para jogos ou particionado para tal. O que difere PC de console é justamente isso, software, pois hardware é possível acompanhar, (não estou me referindo a preço).
    E nesse quesito, software, MS estará na ponta, pois a mesma domina o mercado de software para PC. Resta saber se a Sony conseguirá dar uma guinada e trazer algo muito específico para se manter no jogo.

    1. Se um dia os consoles tiverem a mesma maleabilidade dos PCs, ai sim acredito nessa fusão. Quando me refiro a maleabilidade, me refiro a recursos presentes em jogos de PC e que não tem ou raramente é visto nos consoles. Como a possibilidade de criar servidores dedicados, uso de mods, edição avançada de vídeos. Sim, são recursos que alguns poucos jogos possuem nos consoles, mas não dá forma como acontece nos PCs.
      Ainda assim existirá os PC gamers que não abrem mão de alta performance gráfica, por isso acredito que sempre existirá os “PC Master Race”

  3. A Poneyzada tá implorando pra Sony lançar o PS5 cada vez que a Digital Foundry publica mais um comparativo entre a diferença de performance entre PS4 Pro e o Xbox One X. Deixando a zueira de lado, eu acredito que não vai haver uma próxima geração de consoles. Videogame vai virar um serviço de streaming a partir da próxima década. Novas tecnologias de transmissão de dados através de rede elétrica e Wi-Fi ja estão sendo testadas com grande êxito, com velocidades que chegam a 1GB /s, sendo acessiveis a qualquer pessoa que more onde o Diabo perdeu as botas e com um preço muito mais em conta. O ponto crucial e que os EUA precisam reverter a decisão estupida do fim da neutralidade da internet, que vai ser em futuro próximo um serviço tão essencial quanto abastecimento de água. Esse analista, Lewis Ward, deve ter estudado na mesma escola do Micheal Patcher.

    1. Acredito que o Xbox One X, por ser um produto premium e com preço diferenciado, ele inicialmente, não é um produto para todos. Então o Switch, mesmo com modelo de hardware modesto, vem ajudando relativamente a Sony, que é a lider nas vendas mundiais, mantendo a distância natural desde o início da geração atual.
      Isso tudo, de alguma forma, faz com que a Sony não venha a ter tanta pressa assim pra dar uma resposta ao poderio técnico do Xbox One X, pois caso ela aceitasse essa estratégia da Microsoft, quando ela fosse lançar o PS5 com esse intuito, a Microsoft lançaria um Xbox bem mais poderoso e quebraria a estratégia nipônica.
      A Sony por estar em situação privilegiada no mercado, e sabendo que o PS4 Pro é inferior ao Xbox One X, ela tem que lançar mais exclusivos de peso e com suporte dentro dos limites do PS4 Pro, que querendo ou não, vão rodar apenas nele, e no final, ninguém vai se prender tanto no quesito 4K nativo ou não.

  4. Minha aposta é que a Sony anuncie o PS5 na E3 de 2018, pra lançar no final de 2019, seguindo a estratégia da MS como o “X”. Não duvido nada eles anunciarem que rodará a 5k e 120 fps só pra amaciar o ego dos sonistas e alimentar o sonho. No final, sabemos que 1k não fará diferença e dificilmente alcançará os 90 fps.

    1. Acho que a Sony não lança em 2019 ainda, mas em 2020 em diante, por razões de oferta tecnológica. A não ser que ela queira oferecer um console com salto tímido em relação ao anterior, como foi com o ps4 PRO em relação ao ps4 normal…

  5. Eu não me preocupo com a nova geração de PS, pois como não sou fã de jogo de punhetinha japonesa, então eu não ligo.. meu Xbox one S já faz a minha cabeça..

  6. Na minha opinião . Acho que a Sony vai deixar o xbox x na liderança e se preparar pra lançar o próximo vídeo game . E vim com tudo por que o público do xbox x e muito pequeno . E mais fácil vender muito barato do que pouco e caro . O xbox x e muito absurdo em tudo até na qualidade. Mais será que vale a pena pagar mais caro ou esperar a próxima geracão . Lembrando Microsoft quer acabar com sistema de geração . Ela quer tipo lançar os vídeo game no estilo lancamento de celular sabe . Encurtar os anos . Isso já se vê . A Sony não tá querendo por isso acho que ela vai fiçar pra trás . Sou fã boy da micro tá só pra deixar claro. Mais com fundamento . Já tive vários video game da Sony . E sinceramente a micro investe mais . Bem mais .

    1. Humilhada aonde??? Pelo o que eu saiba o PlayStation está perdendo no online, nos recursos, nos serviços, no poder em tudo, do que o PlayStation tem para oferecer??? Streaming pelo YouTube??? Controle com LED que acada 2 minutos descarrega, além de ser um lixo??? Uma rede online podre??? Pagar mais caro nos jogos em mídia digital??? No Xbox vc tem a melhor rede online, os melhores serviços, os melhores recursos, o melhor controle, a melhor dashboard totalmente personalizável, vc tem um console multitarefa, vc tem a retrocompatibilidade 3 gerações em um só console, tem a opção de ter o console mais poderoso do mundo e ter um console de custo benefício, e o PlayStation???

  7. Não tenho certeza, mas lembro de ter visto em alguma matéria, que a Microsoft não pretende lançar novas gerações de videogames, e sim modelos mais potentes para alcançar uma performance maior nos jogos que seria da nova geração, querem unificar a plataforma do Windows, com Xbox, e deixar todas as gerações em uma plataforma só, isso vai até aumentar a retrocompatibilidade, mas ainda tô meio confuso com isso, pq se fizerem isso, e lançarem no futuro um jogo que nem o Xbox one x seja capaz de rodar, como vai ficar? Acho que teria q comprar um novo modelo da geração única de Xbox, que seria equivalente a uma nova geração, n sei se deu pra entender oq escrevi, tá meio confuso, n sei explicar isso direito escrevendo kkkkk

    1. Acredito que o que será(e talvez já esteja sendo) feito é se utilizar da obsolescência programada, levando em consideração a vida útil de um console e parando de fabricar os modelos mais antigos. Se não me engano o One original já não é mais fabricado por exemplo.

    2. Isso e utopia cara de não ter mais gerações de console. O que ela quer acabar e com gerações de jogos, como acontece hj de vc conseguir jogar no ONE os jogos do Xbox original e do 360. O console requer uma arquitetura fechada, então como pode uma distribuidora de jogos lançar três, quatro versões do mesmo jogo para aproveitar o poderio gráfico de vários consoles? Isoo demanda muito dinheiro e muita gente. Senão vira PC e o atrativo de se comprar um console fica mitigado. Assim você mata todo um nicho de mercado.

  8. Espero que a Sony lance um console para arrebentar o Xbox One X no meio.
    Só assim a Microsoft poderá lançar algo melhor ainda na próxima geração e assim por diante.

  9. Acho que o PS5 vem no Natal de 2019 e o Xbox em 2020. Digo isso pelos anos da atual geração, que já estão no fim. Se a Sony quisesse lançar um PS5 acredito que ela poderia lançar hoje, mas isso seria um enorme flop, pq eles precisam olhar também para mercados emergentes como a Índia, Brasil, Rússia e etc. Não adianta lançar um console muito poderoso para ser a sua versão de entrada se as pessoas não tem acesso a TV 4k e a Internet de alta velocidade para baixar 100GB de jogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *