The Invincible: um belo suspense de ficção científica chegará ao Xbox Series X em 2021

O estúdio polonês de desenvolvimento de jogos, Starward Industries, anunciou seu título de estreia, The Invincible, em comemoração ao 99º aniversário do escritor de ficção científica Stanisław Lem. The Invincible, em está em produção desde 2018, é um thriller de ficção científica para singleplayer em primeira pessoa ambientado em uma linha do tempo retro-futuro e que chegará ao PC, PS5 e Xbox Series X em 2021.

A história singleplayer de The Invincible irá apresentar aos jogadores em primeira mão a ideia de que existem lugares no Universo que não são apenas hostis para nós como humanos, mas totalmente proibidos. O jogo mergulhará os jogadores em um planeta distante Regis III definido em uma estética atompunk. Embora a tecnologia no universo do jogo tenha avançado ao ponto de uma exploração espacial contínua, o equipamento permanece analógico, pois a revolução digital não aconteceu, nem a Guerra Fria terminou.

O CEO da Starward Industries, Marek Markuszewski disse:

“The Invincible, que esteve secretamente em formação por algum tempo, combina um cenário fascinante, uma história icônica e uma jogabilidade não linear estabelecida para oferecer uma experiência verdadeiramente inesquecível. O estúdio acredita no poder da narrativa interativa e deseja envolver jogadores de todos os níveis de habilidade na criação de seus próprios caminhos no mundo peculiar de um planeta distante e malévolo. ”

Veja as imagens abaixo, parece realmente muito bonito:

Starward Industries é formado por veteranos desenvolvedores AAA que se uniram em torno de seu projeto dos sonhos para entregar ousadamente uma experiência revolucionária em um thriller espacial em primeira pessoa baseado em um romance de ficção científica best-seller, The Invincible. Liderada por Marek Markuszewski da CD Projekt Red, a forte equipe da Starward Industries 12 possui um portfólio impressionante de títulos e franquias em que trabalharam, incluindo: The Witcher 3, Dying Light, Dead Island e Cyberpunk 2077.

The Invincible está programado para ser lançado no PC e nos consoles da próxima geração em 2021. Confira a página oficial do Steam para mais informações. Ah, ele vai suar Unreal Engine 5!

26 comments on “The Invincible: um belo suspense de ficção científica chegará ao Xbox Series X em 2021

  1. Comecei a gostar de jogos em primeira pessoa depois que comprei o Xbox 360, parece estranho pois só jogava no PC e não me interessava muito, aliás, comecei a dar valor aos jogos e terminar eles com um console, antes era só querer colocar o jogo no máximo que minha máquina aguentava.

    1. Foi na geração 360/PS3 que primeira pessoa ficou algo realmente polido pra uso em controle, e o gameplay bom pra games mais focados em campanha. Antes primeira pessoa era bem limitado

    2. Jogo em terceira pessoa com gyro aim = melhor que qualquer fps no mundo

      A MS tem que botar isso no controle deles pra ontem, imagina gears 5 com gyro.

        1. Então você nunca jogou zelda Breath of the wild. Mirar o arco usando gyro é MUITO melhor e MUITO mais confortável do que usando o analógico. Não é nem fanboyzice porque o ds4 apesar de ter isso são poucos os jogos que usam, mas é a realidade. Eu não consigo mais jogar jogo em terceira pessoa sem mira por giroscópio, é uma experiência inferior.

          1. Já joguei com Kinect, muito mais confortável e muito mais tecnologia. Como você disse, é para um jogo pingado que não faz nem chamar atenção.

          2. Sim, para alguma besteira que se sentem obrigado a colocar em uma parte do jogo e justificar a “tecnologia”.

          3. Goro aím em jogos de tiro usaria 100% do tempo, deixaria a mira mais precisa e com certeza mais justo em pvp console x pc.

      1. Acho que no gears ajudaria mas não na ação de atirar, pois uma das características da jogabilidade de gears, perincipalmente no PVP são os giros 180º e nas minhas experiencias com Gyro aim ele não é tão bom pra isso e sim, para estabilidade em uma area de visão entre 90 – 120 º. Isso na ação de atirar, mas para o wall bounce seria incrivel mesmo.
        Mas como não joguei muito com Gyro Aim, talvez com mais pratica eu mudaria de ideia, mas com certeza seria uma feature util a ser adicionada.

      2. Seria interessante, pelos videos que vejo ajuda no conjunto com o analógico, mas é aquilo, muita gente critica, muita gente elogia.só experimentando mesmo para saber. O PS3 sei que tem controle de movimento, mas ao menos os jogos que tenho que fazem uso (Uncharted, Journey, Flow e Flower) é muito mal utilizado.

    3. Exatamente eu era assim , na época Xbox depois Xbox 360 só jogava nos consoles ,já no lançamento do Xbox one fui pro PC e tinha está neura de instalar games só testar no máximo e largar pra lá ,já no console é diferente mais gostoso as conquistas e tal ,na boa está geração não volto pro PC não sai placa de vídeo aí tem que comprar muda de placa mãe processador e tal parei na boa

  2. A notícia em si é boa, mas duas coisas me chamaram a atenção: 1- apesar de os gráficos serem interessante, eles parecem estar abaixo dos outros (pouquíssimos) gráficos demonstrados até agora na UE5; 2- a empresa anunciou o lançamento para PC, PS5 e XSX (XSS está de fora?).

    1. É um estúdio pequeno, e a UE5 ainda é muito nova, devem estar fazendo algo mais simples nela pra sair bem otimizado por não saberem mexer ainda direito. Melhor que tentar fazer algo muuuuito impressionante e sair cagado

    2. Tudo que sairá pro X sairá tb pro S. Talvez seja um problema de atualização aí, já que o S foi revelado há pouco tempo. O melhor seria divulgar assim: Xbox Series (e pronto) rsrsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *