Carregando...

Wrecking Zone de Crackdown 3 parece ser muito divertido

O Crackdown 3 é o primeiro grande lançamento do ano da Microsoft em sua linha de jogos exclusivos de 2019, mas, ao mesmo tempo, foi uma das pedras do sapato da Microsoft nos últimos quatro anos em que esteve em desenvolvimento. Quatro estúdios foram passando as mãos em Crackdown 3 durante o seu desenvolvimento, mas, eventualmente, a sua ação e destruição proposta está pronta para ver a luz em 15 de fevereiro e demonstrar as capacidades da nuvem com Wrecking Zone, um modo multiplayer frenético completamente destrutível.

O site Gamesradar já testou este modo e os resultados foram surpreendente com muitas informações revelantes que você precisa conhecer. Desde o início, o Crackdown 3 tinha a firme intenção de ser a referência no uso da computação em nuvem. Ao longo dos anos o conceito evoluiu até chegar ao Wrecking Zone e assim demonstrar ao jogador o verdadeiro potencial do que os cálculos na nuvem podem significar para a indústria dos games.

“Em Wrecking Zone você pode estar com nove outros jogadores e, literalmente, destruir uma cidade inteira, peça por peça, lutando com seus inimigos enquanto destrói ambientes. Usando a rede de Azure, Crackdown 3 pode gerar centenas e centenas de peças individuais de detritos em tempo real para cada um dos jogadores em um determinado jogo”, diz GamesRadar em suas impressões do aspecto do multiplayer de Crackdown 3. O trabalho feito em tempo real pelos servidores do Azure “é equivalente à capacidade de 12 Xbox One X“.

Com efeito, isso significa que, se estivéssemos fugindo de um bando de inimigos, poderíamos usar um rifle de assalto para esculpir apressadamente uma porta improvisada na fachada de um prédio que se aproximava, em um esforço para quebrar a linha de visão, e que irá sincronizar para cada jogador no jogo sem qualquer atraso. Talvez você possa ver um inimigo correndo ao longo de uma ponte – em vez de pular para a altura em um esforço de uma melhor precisão, você pode sacar um lançador de foguetes e arrancar o chão de debaixo dos seus pés, pegando-os de surpresa. Como você pode imaginar, isso cria cenários e oportunidades de jogabilidade bastante interessantes, se não totalmente incríveis, que, para simplificar, nenhum outro jogo para vários jogadores no mercado pode capturar ou reproduzir com precisão.

Wrecking Zone é uma proposta completamente diferente, uma abordagem baseada na velocidade e mobilidade através de um cenário que muda e nos força a pensar não apenas no inimigo, mas no terreno e manobrar e experimentar em tempo real à medida que os edifícios caem de formas imprevisíveis. “Temos a sensação de que quanto mais tempo os jogadores experimentarem Wrecking Zone, seus mapas e sua destruição, mais viciante se tornará” diz o GamesRadar.

O Crackdown 3 estará à venda no próximo dia 15 de fevereiro para o Xbox One e o Windows 10. Usuários do Xbox Game Pass poderão jogá-lo sem quaisquer custo adicional.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.