Carregando...

Xbox One vendeu quase o dobro do PS4 na Black Friday do Reino Unido

O Nintendo Switch sempre foi o queridinho das vendas nos últimos anos, até pelo fato dele não se comportar diretamente como um concorrente do Xbox One e do PS4, e sim como uma máquina portátil para os muitos exclusivos da japonesa. Contudo, tudo mudou nesta Black Friday do Reino Unido e as coisas sorriram para a Microsoft.

O Reino Unido é o segundo maior mercado de jogos e é utilizado como termômetro de vendas da Europa, então as vendas dos países que o compõe são sempre veiculadas na mídia. A Microsoft lançou este ano um console totalmente digital, sem leitor de mídia física, chamado Xbox One S All-Digital, ou vulgo Xbox SAD, a sigla “SAD” remete a triste, achavam que seu preço era salgado e por não ter leito de mídia física iria encalhar nas prateleiras. Bem, realmente ele é um “Xbox SAD”, mas a tristeza foi para a concorrência que foi praticamente atropelada por ele na Black Friday.

Nós do Windows Club postamos quando na Black Friday aqui no Brasil ele apareceu por incríveis R$ 799, mas que rapidamente esgotou e a loja aumentou de preço logo depois. Infelizmente, no nosso país não temos dados tão específicos de vendas como no Reino Unido.

Agora a Gamesindustry que publicou a notícia há algumas horas atrás, na qual afirma que o Nintendo Switch estava muito próximo ao Xbox One, também sendo um sucesso, e o PS4 foi deixado para trás, com cerca de 60.000 consoles vendidos. O responsável, sem dúvida, foi o Xbox One SAD Edition, que, quando acompanhado por títulos como Sea of ​​Thieves ou Minecraft, é responsável por colocá-los na lista de best-sellers da Black Friday também. Vale lembrar que Sea of Thieves foi o quarto jogo mais bem vendido da Black Friday por lá, e no top 10 não vimos qualquer título exclusivo do Playstation.

Soubemos ainda que o Xbox One vendeu quase mais que o dobro do que o PS4. Não são só têm esses bons números no preço com desconto do console, mas também sobre o valor que representa o serviço  Xbox Game Pass, pois sem tal serviço não teria muito sentido vender um console sem leitor. O Xbox Game Pass veio para mudar muita coisa e a próxima geração pode ser uma delas.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.