Carregando...

Mudou! Microsoft retorna ao marketing agressivo com o Xbox Series X

Uma nova “guerra dos consoles” está para ser iniciada, e claro que não existem inimigos, apenas empresas concorrentes. Um ambiente saudável e competitivo favorece aos consumidores. A Sony e a Microsoft devem “brigar” pelo nosso dinheiro, e não o contrário. Bem, é justamente sobre essa “briga” que vamos comentar agora.

Até o momento, a Microsoft geralmente têm sido morna na maneira como lida com suas estratégias de comunicação, geralmente evitando o confronto direto com outras marcas. Mas isso está mudando com o Xbox Series X. Já vimos como a Microsoft estava mostrando seu poder com o Xbox One X, mas agora eles estão indo um passo além do que antes.

A estratégia de comunicação está buscando tirar proveito dos pontos fracos de seu rival, destacando os benefícios nos quais o Xbox é forte. Sabendo que seu console de última geração é o mais poderoso, a Microsoft não hesitou por um segundo em falar abertamente sobre as diferenças entre as máquinas e divulgá-lo como realmente é, o console de próxima geração mais poderoso.

A página do Xbox Brasil ainda não entrou nessa, mas várias ao redor mundo já começaram a ser agressivas. Xbox Espanha, por exemplo, diz que temos o “console mais rápido e mais potente”. A Sony recentemente atualizou o site afirmando que o Playstation 5 é “mais rápido que um raio”. A Microsoft, tem sustentado que o Xbox Series X não é só rápido, mas também poderoso.

Outro ponto que chama bastante atenção é como a retrocompatibilidade foi anunciada hoje no blog do Xbox. Depois notar a polêmica que afetou a Sony ao remover a retrocompatibilidade do PS5 em seu site oficial, a Microsoft se gabou de tudo o que essa funcionalidade ofereceria no Xbox Series X e pisou novamente diante das limitações de seu rival.

Os jogos retrocompatíveis são executados nativamente no hardware do Xbox Series X, com potência total da CPU, GPU e SSD. Sem modo boost, sem downclocking, todo o poder do Xbox Series X para todos os jogos retrocompatíveis.

Na empresa ecológica, eles também sabem que o maior argumento de seu rival é o SSD, e é por isso que não perdem a oportunidade de falar sobre aquele que se encaixa no Xbox Series X e na arquitetura Xbox Velocity para garantir que o foco não seja desviado para o SSD.

A Microsoft está se tornando mais agressiva. O bom é que, apesar disso, eles não estão recorrendo a práticas sujas, e eu gosto disso. Esperamos que o Xbox Brasil também participe deste movimento.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.