Vamos entender o que muitos sites dos mais influentes na indústria dos jogos ou da mídia em geral está comentando sobre o Xbox One.... Parte da mídia ataca o Xbox One por sua suposta falta de exclusivos, e já tem pedidos de desculpa

hater-524x320

Vamos entender o que muitos sites dos mais influentes na indústria dos jogos ou da mídia em geral está comentando sobre o Xbox One. No artigo em questão, vamos abortar três polêmicas cruciais que ocorreram no decorrer dos últimos dias nos seguintes sites renomados: The Verge, IGN e Kotaku.

Tudo começou com o lançamento do novo God Of War para o PS4, e a partir daí uma explosão de críticas contra a Microsoft surgiram. A começar, uma das mais polêmicas, foi quando Ryan McCaffrey do IGN afirmou que os fãs do Xbox estavam “morrendo” porque não iriam jogador o “GOD”. Foi uma atitude ridícula, mas mostrou o que muitos podem pensam sobre a marca por trás das linhas escritas nos seus reviews.

Além disso, os ataques ao Xbox One não pararam por aí e se estenderam nas mídias sociais. Olha só o novo meme da IGN:

Felizmente, hoje (20), Ryan McCaffrey fez a seguinte declaração:

Eu gostaria de pedir desculpas sinceras à equipe do Xbox, bem como à comunidade do Xbox em nome da equipe editorial da @IGN. As postagens no Facebook e no Instagram eram pouco profissionais, sem classe e feitas sem o meu conhecimento. As postagens serão excluídas o mais rápido possível.

O Windows Club é um site que tem o “coração” mais voltado para o Xbox One, não é segredo, e você não está sendo enganado. O maior problema hoje são as “mídias imparciais”, que nos bastidores não gostam tanto do Xbox assim. Não gostar do Xbox não é crime, mas o público deveria saber o que realmente o editor gosta ou se ao menos o editor de tal matéria joga no Xbox.

Nós somos o site mais popular do Xbox no Brasil, isso é fato, e não é fácil. Pois os ataques nas redes sociais e no Youtube são frequentes para tentar nos calar. Contudo, não vamos parar, não vamos mudar, pois o site hoje é um gigante pois muitas das nossas notícias não são veiculadas por outros meios. Claro, nem sempre falamos bem dos produtos da Microsoft, mas criticais construtivas (e não destrutivas) são importantes.

O Windows Club ama o Xbox, é fato, e acho que isso fez com que o site crescesse ainda mais, já que deve ser horrível ter um Xbox e ler coisas escritas apenas por fãs de PCs, Nintendo ou da Sony.

“O Xbox One é o melhor console se você não se importa com novos jogos exclusivos”

xbox-exclusivos-todos

Está frase acima foi dita pelo The Verge, há dois dias, um site popular fora da indústria dos jogos. Abaixo, leia um trecho do artigo:

Também é algo que a Sony simplesmente não pode oferecer [retrocompatibilidade], devido à complexidade do hardware do Playstation 3 e à consequente dificuldade de emular seu software. E, para deixar claro, a Sony não precisa fazer isso – a biblioteca PS4 é mais do que forte o suficiente para fazer o console valer a pena. Se eu apenas possuísse um Xbox e tivesse a opção de poder jogar com nomes como Nier Automata, Uncharted e Horizon Zero Dawn em vez de um monte de jogos da última década, eu aceitaria. É a escassez de conteúdo exclusivo do Xbox One que está forçando a Microsoft a encontrar outras maneiras de levar as pessoas a usar a plataforma.

Isso é realmente bom para mim. Eu gosto que o meu Xbox One S é agora um console significativamente diferente para o meu PS4 Pro, com diferentes casos de uso e funcionalidade. É a caixa que vou para Blu-rays 4K, Forza Horizon 3 em HDR ou Ninja Gaiden Black. É a caixa que eu ligo para navegar quando não tenho certeza do que quero fazer, ou quando prefiro jogar Cuphead no sofá do que na minha mesa.

Será mesmo que o Xbox One não tem exclusivos? Sabemos que não. Há vários meses os exclusivos dominam as vendas no Reino Unido, e a Sony ficava de fora quase sempre. Nós sabemos disso. Contudo, o sentimento geral é que o poder do hardware não importa tanto quando no passado, mas agora o que vale são notas (e não vendas) dos exclusivos.

A boa notícia é que isso pressiona a Microsoft para a próxima E3, pois terá que mostrar um ou mais “AAA” singleplayer com uma história épica. Sim, Halo e Gears of Wars possuem tais histórias, e vários exclusivo do PS4 do ano passado estão indo para o Xbox One agora, mas ainda assim, nada disso é suficiente para parte da mídia. Esperamos que Phil Spencer dê sua resposta no próximo mês de junho, pois a marca está sendo “zoada” por muitos meios.

jorgemoderador

Sou advogado e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Acompanho todos os produtos das Microsoft, inclusive como jogador do Xbox One.

Curta nossa nova página no Facebook!