Carregando...

Sony seguirá a marca Xbox e dará retrocompatibilidade ao PS5, mas não tão abrangente

Não, ainda não é a E3 2019, mas a Sony resolveu por as cartas na mesa e falar sobre o suposto Playstation 5 ao site Wired. Os japoneses ainda não confiram se este será realmente o nome do sucessor do PS4, mas se seguir a tradição provavelmente será. A retrocompatibilidade, previsão de lançamento, tecnologias e especificações foram algos relatados na entrevista, e não tem como comprar isso com o que já conhecemos do Xbox Scarlett.

A retrocompatibilidade é um dos vários pontos fortes da marca Xbox, mas que a Sony sempre criticou. Agora, voltaram atrás, e o recurso estará presente no “PS5” já que tal console terá uma arquitetura similar ao PS4. Contudo, cabe salientar que o console da Microsoft é retrocompatível com duas gerações a mais (Xbox 360 e Xbox original), enquanto o PS5 deverá ser menos abrangente e só compatível com os games da atual geração.

A tecnologia Ray Tracing, que melhora a iluminação dos jogos e passa mais realismo, também será um dos focos desta máquina. A Microsoft tem investido nisso há algum tempo, inclusive já lançou a API DirectX Ray Tracing no ano passado. Este recurso deverá ser responsável pela melhoria dos gráficos, além do  maior poder das especificações dos consoles. A Sony ainda disse que o PS5 suportará 8K, apesarem de estarem usando uma TV 4k durante a entrevista.

A Sony ainda disse que irá continuar focando na nuvem frente à Microsoft Xbox e o Google Stadia. Quanto ao hardware, as especificações liberadas são as seguintes:

  • Processador é baseado na terceira geração da linha Ryzen da AMD
  • Contém oito núcleos da nova microarquitetura Zenn de 7nm da empresa
  • A GPU é uma variante personalizada da família Navi da Radeon e suporta Ray Tracing
  • SSD personalizado para dar maior velocidade
  • PSVR será compatível com o “PS5”

Ah, o PS5 não será lançado em 2019, isso acaba de ser confirmado, e as apostas ficaram para 2020 mesmo. Este é o principal concorrente da família “Xbox Scarlett”, uma guerra que promete pegar fogo.

O que vocês acharam? 

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.