Carregando...

Xbox Series X recebe incríveis elogios dos criadores do The Ascent

Durante o último Inside Xbox dedicado aos jogos que receberão Smart Delivery ao Xbox Series X, foi apresentado um título chamado The Ascent, um RPG de ação ambientado em uma cidade cyberpunk que se destacou, acima de tudo, por seu impressionante aspecto gráfico. Seus desenvolvedores, os Neon Giant Suecos, deram uma entrevista à revista Edge, onde conversam sobre seu relacionamento com a Microsoft e elogiam a nova máquina da empresa.

Tor Frick e Arcade Berg, desenvolvedores de The Ascent, responderam às perguntas de Edge sobre como era o processo de criação de seu videogame em um console de nova geração. Ambos ficaram entusiasmados com a visão da Microsoft para seu devkit, que foi projetado para facilitar as coisas para os criadores de videogames.

“A Microsoft é muito aberta e acessível”, disse Berg, que mais tarde expandiu a diferença que eles observaram em relação ao desenvolvimento em outras plataformas: “O Tor trabalhou em não sei quantas máquinas até agora, então vimos diferentes gerações de consoles e coisas ficam cada vez melhores. A Microsoft sabe o que é necessário para criar um jogo para suas máquinas; portanto, esteja preparado, as ferramentas estão aí”.

Além das facilidades para desenvolver o novo hardware da Microsoft, Tor Frick quis enfatizar o poder técnico do Xbox Series X, elogiando a inovação que traz para o setor: “O avanço do Xbox Series X é enorme. Estamos fazendo, por Obviamente, 4K 60fps em The Ascent, que é incrivelmente rápido“, disse ele sobre a velocidade do SSD, observando sua acessibilidade:”Existem muitas coisas … velocidades de carregamento mais rápidas … Ele simplesmente vai, magicamente. Basta clicar e pronto, ele carrega muito mais rápido”.

Frick e Berg destacaram as possibilidades oferecidas pelo poder do Xbox Series X, que além de serem mais acessíveis aos desenvolvedores, também permitem que “a distância do desenho seja a maior possível”, de acordo com Frick, e que “com alta resoluções você pode ver buracos de bala nas paredes”, já que ” tudo é ridiculamente detalhado”, diz Berg.

Mas Tor Frick enfatiza na entrevista que a melhor coisa do Xbox Series X são as facilidades que ele desenvolve: “Está ficando mais fácil usar todo esse poder e gastar mais tempo com as criatividades”, disse o desenvolvedor. Essas palavras lembram as do criador de Chorus: Rise As One, outro jogo que foi apresentado no Inside Xbox dedicado ao novo console de jogos da Microsoft e cujo criador também garantiu que era melhor que o Playstation 5 para desenvolver. Como toque final, Frick disse uma frase na entrevista que mostra de maneira muito gráfica o progresso que o Xbox Series X traz: “Um estúdio independente de 11 pessoas não poderia ter feito há 20 anos o que estamos fazendo agora”.

 

Fonte

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.